Lista das Motos Mais Rápidas do Mundo



  

Confira aqui os três modelos de moto mais velozes do mundo.

O brasileiro é apaixonado por carros e por motos também. E quando falamos de moto, naturalmente pensamos em velocidade. Com isso em mente, mostraremos para os leitores fãs de duas rodas as máquinas mais rápidas do mundo. Coloquem os cintos de segurança da imaginação e desfrutem dessa leitura super rápida. Sendo assim, embora os maiores donos de moto sejam da Ásia, os brasileiros também aparecem como um dos principais consumidores de motos do planeta.  Em todo caso, além de citar alguma dessa belezuras velozes, também explanaremos o fato de atualmente muitos clientes estarem priorizando a velocidade. Clauberson Rios, psicólogo e amante de motocicletas, disse que uma moto veloz é como um sonho feliz. Ele sonha em ter uma Harley Davidson, mas diz que ainda é cedo para comprar tal objeto de desejo. Moto e velocidade são praticamente sinônimos. Vamos ao que interessa.

Agora, portanto, destacaremos três motos rápidas:

– MV Agusta F4R312:

Essa é uma moto muito bela, de caráter esportivo e de cores bastante chamativas. Ela chega a mais de 312 quilômetros por hora. Ela já foi testada em muitas estradas e mostrou ser muito potente e eficaz.

– Suzuki Hayabusa:





É a segunda mais rápida do mundo, mas a primeira se levarmos em conta as motos usuais. Seu design é incrível, pois parece uma obra de cinema. A moto alcança 320 quilômetros por hora. Esta beleza é uma das máquinas de duas rodas mais desejadas e conhecidas do universo.

– MTT Turbine Superbike Y2K:

Esta moto é coisa de outro mundo. Com seus 370 quilômetros por hora, seu motor é tipo o de um carro e sua turbina é hiper potente. No mais, além de ser a moto mais veloz do mundo, ela também está no livro dos recordes e possui uma funcionalidade bem bacana. Também é, em termos de produção, a mais cara de todas.

Acreditamos que os leitores aceleraram suas mentes com essa matéria. E aí? O que me dizes dessas máquinas?

Oliver



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *