Nova Honda CB 650F 2016 – Lançamento, Preços e Novidades



  

Confira aqui o preço e as principais novidades da Honda CB 650F 2016.

A Honda anunciou a nova CB 650F no Salão de Milão deste ano. A base é a mesma, porém, o visual e o motor passaram por algumas modificações.

Começando no motor de 4 cilindros e 649cc, que ganhou alguns cavalos após a redução na relação das marchas. Ela está agora com 91 cavalos de potência a 11.000 rpm, 4 cavalos a mais que a versão encontrada hoje no mercado, que é de 87. Devido ao encurtamento das carenagens laterais, o motor ficou mais exposto do que a atual CB.

A autonomia da versão apresentada na Europa, segundo a Honda, é de mais de 350 quilômetros com o seus tanque de 17,3 litros.

Na parte dianteira, a nova CB 650F está com o garfo novo, da Showa, e os faróis e lanternas são de LED.

Não foram muitas as informações técnicas divulgadas nesta apresentação, mas se sabe que a garantia é de 3 anos sem limite de quilometragem e o freio ABS agora é de fábrica.

A Honda CB 650F chegou ao Brasil em 2014 para substituir a CB 600F Hornet e o preço de lançamento na época era de R$ 28.990,00 (com os freios ABS) ou R$ 31.190,00 (sem os freios ABS). Ambas com câmbio de seis marchas e nas cores vermelho e preto. A assistência técnica e o resgate era aqui no Brasil e em mais cinco países: Argentina, Chile, Paraguai, Uruguai e Venezuela.





Anúncios em alguns sites especializados em compra e venda de motos na internet, mostram que a CB 650F ano 2016 custa por volta de 37 mil reais e a versão CBR 650F por volta dos 39 mil reais.

Uma curiosidade, a sigla "CB" significa Citzen Band ("Faixa do cidadão", em inglês). O acréscimo da letra R coloca o moto como sendo Racing, de corrida.

Um comparativo feito pela revista "Quatro Rodas" mostrou que a CB 600F atual é mais rápida do que a CB 750F de 1972. Imagina como a nova CB 650F pode ser.

Muito se evoluiu nos últimos 40 anos, as motos ficaram mais potentes, mais leves, mais modernas. Mas o prazer de pilotar uma moto, isso sim não muda. Seja prudente no trânsito e se beber, não dirija.

Por: Fernando Dias



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *