Modelo é produzido em Manaus e custa cerca de R$ 23 mil.

Chega ao mercado a Nova KTM 390 Duke, que é uma moto que estava sendo muito aguardada por muitos usuários de moto. Ela vem com muita potência e beleza, que são apenas duas das muitas características positivas dessa moto. Um grande diferencial dessa moto é que ela foi projetada para dar mais estabilidade ao condutor, o que é um ponto muito positivo e importante também. Abaixo vão estar as demais informações sobre a Nova KTM 390 Duke.

Nova KTM 390 Duke teve muitas mudanças

O que de fato está deixando muitos usuários bem animados, é que esse modelo teve muitas mudanças e elas são bem positivas. E entre as principais mudanças em comparação ao modelo anterior estão:

– Mudança no tanque

– Mudança no freio

– Mudança na suspensão

– Mudança no Chassi

– Mudança no quadro de iluminação

Entre outros.

Essas mudanças foram vistas com bons olhos por quem esperava pelo lançamento dessa nova moto e isso é o que realmente importa.

Moto tem o mesmo motor e muita potência

A Nova KTM 390 Duke possui motor de monocilíndrico de 373 cc, que consegue fazer 44 cv de potência. Seu torque é de 3,77 kgfm e o rpm é de 7.000. Esse detalhe também está à altura da espera dos muitos usuários dessa moto incrível.

Valor de mercado da Nova KTM 390 Duke é de R$23.990,00

O valor inicial dessa nova moto é de R$23.990,00. Esse é um valor já esperado e segue a linha desse porte de moto. Não há muitos comentários sobre isso. Quem já conhece a marca, sabe que esse modelo em especial vale cada centavo, então isso não será nenhum problema para a maioria dos usuários dessa moto.

Moto com design moderno e bonito

Esse novo lançamento tem tudo para encher os olhos dos seus usuários, pois essa moto possuí muitos detalhes incríveis e que a deixam mais perfeita. Veja esses detalhes abaixo:

– Painel de TFT colorido

– Faróis de LED

– Sistema KTM MY Ride

– Cores coral e preta em maior parte de sua estrutura

Moto indicara para esportistas competidores

Essa moto foi criada principalmente para usuários que gostam de competições de motos ou simplesmente esportistas. Pois seu design e estrutura são ideais para agradar principalmente a esse público, e é essa a maior estratégia da marca. Mas nada impede que outros tipos de usuários comprem esse modelo.

Veja o peso e medidas da Nova KTM 390 Duke

Essa moto possui medidas exuberantes e que tornam cada detalhe de sua estrutura muito chamativo. Ela tem 43 mm de diâmetro e 142 mm de curso. Seu peso é de 149 quilos. Na suspensão dianteira ela possui um garfo invertido e na parte traseira ela tem monoamortecedor que disponibiliza 150 mm de curso. Ainda falando sobre a estrutura da moto, vale ressaltar que ela tem rodas de liga de 17 polegadas e elas são revestidas com pneus esportivos que completam essa estrutura da moto.

Novo lançamento promete fazer muito sucesso

A marca acredita que com essas mudanças, a Nova KTM 390 Duke tem tudo para melhorar as suas vendas. Pois a sua antiga versão não teve o sucesso imaginado. E tudo indica que com as principais alterações desse novo modelo, as vendas tendem a ser bem maiores e isso faz com que a suas concorrentes fiquem preocupadas. O conjunto de potência, valor, design e estrutura faz com que a Nova KTM 390 Duke já faça seu nome em pouco tempo e bata o seu recorde de venda.

Se você está em busca de uma moto potente, bonita e com design esportivo, tudo indica que a Nova KTM 390 Duke é a melhor opção!

Escrito por Cristiane Amaral


Conheça aqui as principais novidades presentes na nova KTM Duke 390 2018.

Para quem procura uma marca não original do Brasil porém com fabricação nacional, a KTM é uma ótima escolha, apesar de muito conhecida no mundo das trilhas, por ser uma das importadas mais famosas e potentes, devido ao seu desenvolvimento, força e leveza atuarem ao mesmo tempo na terra, acaba sendo super procurada por trilheiros. Porém, diferente do que muitos acham, a KTM não tem apenas motos para trilha, ela também possuem motos para rua ou estrada, que por sinal também possuem um ótimo desempenho, como já dito, a marca tem produção nacional, o que tornou isso possível foi a parceria com outra montadora de motos brasileira bastante conhecida em algumas regiões no país, que é a marca Dafra. O único problema é que infelizmente a moto não pode ser tão barateada para a venda no país, a KTM Duke 390, por exemplo, chega pelo preço de R$ 23.990, então, muitas vezes brasileiros podem optar por uma moto com cilindradas maiores, porém usada, mas isso pode variar conforme o gosto, para quem já tem uma KTM talvez o preço não fará tanta diferença.

Características e especificações da moto

Em alguns testes de pilotagem a teoria acima de que possui uma boa potência é confirmada, renderam boas experiências nos pilotos que tiveram a sorte de pilotar. Apesar de não disponível ainda nas lojas da Dafra e KTM por não possuírem até o momento a inscrição para poder fazer a venda, quem quiser encontrá-la as revendedoras já possuem o modelo. Algumas vantagens e características da moto são, a presença do ABS, que para um bom piloto faz toda a diferença, até porque 390 cilindradas pode ser usada para pista, portanto, qualquer detalhe que tiver, que possa contribuir para segurança, ajuda. Porém, não são apenas detalhes de segurança, ela também possui uma potência de 44cv que deixa ainda mais forte. Isso mostra que será uma moto disponível tanto para quem quiser usar na cidade, quanto para aventureiros que gostam de dar uma viajada aos finais de semana, ou pegar uma pista por diversão, porém, se você for um desses tome muito cuidado ao pilotar sua KTM Duke 390.

Como citado anteriormente, a marca KTM não é nacional, ela é Austríaca, mas apesar disso, ela ainda consegue manter a mesma colocação de peças aqui do que no seu país, isso na intenção de baratear os preços, ou seja, mesmo o valor sendo alto, a KTM ainda teve em mente baratear o custo da Duke 390, alguns exemplos de peças que são usadas daqui mesmo são as carenagens laterais, seus cabos, eixos e rolamentos, suas manoplas também, ou seja, uma boa parte da moto. Seu modelo é snake, que para quem não entende é um modelo não carenado mais agressivo, levando como exemplo a família z (z750, z800, z1000).

Os detalhes de pintura estão disponíveis nas cores branco e preto, levando sempre a característica de detalhes em laranja pela moto toda, é isso acontece com todas as produzidas da KTM, para que a marca realmente fixe a bandeira no país e vir a ideia da empresa toda vez que vermos um detalhe em laranja.

Conclusão, para quem já conhece a montadora e já possui uma moto da mesma, talvez comprar outra motocicleta KTM poderá ser um bom investimento, isso varia daexperiência de cada um. Já algumas pessoas que procuram motos mais fortes, optar por uma usada no mesmo valor pode ser até a melhor solução, até pelo motivo da KTM ainda não poder ser encontrada em lojas Dafra e KTM, boa sorte e boas compras.

Gustavo Martins


O modelo 2017 deve chegar com algumas diferenciações, como o próprio farol, que no centro possui uma divisão e a máscara também possui um tamanho maior. Além das carenagens que apresentam um recorte maior, onde os vincos são mais marcantes.

Pilotar uma moto é uma das atividades mais prazerosas que existem, principalmente para quem gosta de viver uma experiência de aventura, tanto no asfalto das grandes cidades, quanto nas estradas dotadas de grandes curvas.

E se o assunto for sobre uma motocicleta que seja leve, que ofereça agilidade e muito torque, é claro que o assunto é a Duke 390, que foi sucesso em 2016. E para 2017, a motocicleta promete mudanças ainda melhores. A motocicleta ainda não foi oficialmente apresentada, mas ainda de dentro de sua montadora em Bajaj, Índia, a KTM apresenta detalhes que lembram a 1290 Super Duke R.

Enquanto o modelo 2016 possui o farol mais alongado, e um marcante visual definido por linhas angulosas, o modelo 2017 deve chegar com algumas diferenciações, como o próprio farol, que no centro possui uma divisão e a máscara também possui um tamanho maior. Além das carenagens que apresentam um recorte maior, onde os vincos são mais marcantes.

Por sua vez, essa versão traz freio e embreagem que podem ser ajustados nos manetes. Como novidade ao que se sabe até o momento é que a KTM vem equipada com um disco de freio de tamanho maior na parte dianteira, embreagem do tipo deslizante, sistema de escape atualizado e um acelerador eletrônico tipo “ride-by-wire”. Já o seu painel, que foi bastante criticado, recebeu um visor que oferece mais visibilidade.

A KTM 390 DUKE é sem dúvidas uma excelente opção para os admiradores de motocicletas, pois ela se adapta a diversas situações, oferecendo ao piloto prazer em guiá-la e muita agilidade. Pois se caracteriza por ser uma motocicleta leve, com muitos recursos tecnológicos. Oferendo aos seus ocupantes muita emoção em viagens dentro da cidade e em estradas de muitas curvas. Além de oferecer um baixo consumo de combustível, em uma boa velocidade.

Enfim, a KTM 390 DUKE que deve chegar em 2017 promete surpreender muita gente com seu novo visual. Apesar de seu leve peso, sua eficiência pode ser facilmente comparada às motos mais robustas. Diante disso, os amantes de motocicletas podem ficar na expectativa de sua chegada em 2017.

Com certeza a KTM 390 DUKE em seus modelos 2017 irá conquistar a admiração de muitos.

Por Sirlene Montes

KTM 390 Duke 2017

Fotos: Divulgação


Modelos possuem problema no contato do modulador do ABS e do chicote elétrico.

A Kraftfahrzeuge Trunkenpolz Mattighofen, mais conhecida como KTM, iniciou o recall, na última terça-feira, dia 06 de dezembro, dos modelos de motocicleta 1290 Super Adventure no Brasil, 1190 Adventure e 1190 Adventure R, até o ano/ modelo 2016, contando com mais de 88 unidades. Acredita-se que houve uma falha na montagem que pode causar problemas no contato do modulador do ABS e do chicote elétrico. Caso o problema seja detectado, a empresa instalará de forma gratuita uma cinta para fazer a fixação dos cabos. Veja abaixo as principais dúvidas dos clientes em relação a recall:

  • O que é recall? Esta é uma convocação da empresa fabricante, quando constata que há um defeito no produto que pode colocar em risco a segurança ou a saúde do consumidor
  • Eu devo pagar pelo conserto? O Procon-SP informa que qualquer serviço realizado pelo fabricante, em recall, deve ser obrigatoriamente gratuito, já que ele não pode gerar nenhum prejuízo a quem comprou o produto. Caso o cliente tenha que se deslocar por uma longa distância ou até mesmo perder um dia de trabalho, por exemplo, pode requerer compensação destes prejuízos na Justiça.
  • E qual é o prazo que eu tenho para levar o veículo para inspeção do fabricante? Uma vez veiculado o recall, pela empresa, não há data limite para realizar. Mas, pode ocorrer da fabricante determinar um período de início e fim para este atendimento. Qualquer problema que se tenha, seja com o agendamento, demora para reparar ou mau atendimento, ele deve ser levado diretamente ao Procon de sua região.
  • Eu comprei o veículo usado. Tenho direito? Sim, o direito ao recall é também para quem fez a compra de usados. Quem comprou pode a qualquer momento pedir a inspeção em seu veículo.

Mesmo realizando um recall, o fabricante é sempre o responsável pelo produto, isto é, por ter colocado no mercado algo com defeito. Já em caso de acidente por conta desta falha da empresa, pode-se entrar com um processo, requerendo os seus direitos.

Para mais informações entre em contato com a KTM pelo e-mail contato@ktm.com.br ou telefone 0800-778-1234.

Gostou do nosso post? Conte para nós suas experiências e opiniões sobre o assunto! Esperamos!

Kika Akita


Novo modelo tem preço sugerido de R$ 15.990 para ser vendido no Brasil.

O modelo KTM Duke 200 chegará ao mercado brasileiro em setembro, e tem preço sugerido de R$ 15.990 e chega para concorrer com o modelo CB 300R da Honda e com a Fazer 250R da Yamaha.

O modelo foi construído sobre o chassi utilizado para o modelo da Duke 125, que já foi comercializada no continente Europeu e em muitos outros Países.

O modelo conta com um estilo naked, e é mais leve do que os outros modelos de sua categoria. Quem adquirir a Duke poderá contar com duas opções de cores: branca e laranja. O design é parecido com o modelo de 390 cc da KTM.

O modelo possui ainda um câmbio que conta com 6 velocidades, motor de modelo DOHC monocilíndrico, altamente silencioso.  O motor é potente, com 4 válvulas e resfriamento a líquido. O escapamento é compacto e vem ajustado para ficar exatamente no centro de massa do modelo. A potência máxima da Duke 200 chega a 26 cv a 10.000 rpm. A Duke tem 199.5 cm³ de volume e peso total de 129,5 kg.

Os usuários brasileiros podem contar com o novo modelo a partir da primeira quinzena do mês de setembro. Embora o preço seja considerado alto se comparado com os modelos de porte parecido, que custam cerca de R$ 1.000 abaixo, a Duke 200 traz inovações que não são encontrados nas suas concorrentes, e que justificam o diferencial no preço: as suspensões do modelo são da marca WP e há itens feitos em alumínio, como a balança traseira e as rodas. O modelo conta também com freios a disco tanto na parte traseira, quanto na dianteira.

Mesmo com esses diferenciais, alguns usuários não concordaram com o preço do novo modelo e a KTM tem recebido críticas quanto ao valor para o novo modelo. Basta descobrir se as críticas surtirão efeito e a montadora alterará o preço final do modelo. 

Por Patrícia Generoso

KTM Duke 200

KTM Duke 200

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: