Novo modelo está munido de um motor de arranque superior aos demais, ou seja, vai causar um impacto sobre as outras motos no trânsito.

As motocicletas estão entre os veículos mais vendidos e mais variados do mundo. Recentemente foi estreada a nova Brutale Dragster 800 RR, um veículo sobre duas rodas imponente, cuja aparência intimida na primeira olhada, ou seja, trata-se de um modelo próprio de Street Fighter. Foi no dia sete de julho de 2017 que foi realizada no seio da estrutura da MV Agusta, na cidade de Lisboa, a estreia do modelo novo intitulado RR MY17 da MV Agusta Brutale Dragster RR, modelo recente de 2017, em conformidade com o padrão da Euro 4.

Esta marca em forma de RR, que estava sendo usada pela companhia apenas para representar os modelos de motos munidos de quatro cilindros, tornou-se ícone que distingue os novos modelos da Brutale Dragster, tais como os veículos aparelhados com três cilindros. A nova comunhão entre a potência, o estilo e até mesmo o design fabuloso do quadro desta moto, a chamada Dragster RR, basicamente inaugura uma linha explicitamente exclusiva.

Portanto, esta nova moto, MV Dragster RR, está munida de um motor de arranque superior aos demais, ou seja, vai causar um impacto sobre as outras motos no trânsito. Na medida em que a rotação de punho for ativada e as passagens de câmbio forem executadas esta Dragster impulsiona o piloto adiante por meio de uma grande capacidade de manter a velocidade e o equilíbrio. Esta Dragster RR consiste em uma produção superior em três cilindros potencializados em 800CC, garantindo maior força, portador de melhor aparelhagem electrónica, além de estar adornada de traços contínuos, verdadeiras marcas autênticas que caracterizam esta versão RR da Brutale Dagster.

Este motor dispensa apresentação, já que se trata da típica e eficiente tecnologia italiana tão reconhecida no mercado. Assim, a companhia MV decidiu imprimir mais força e impulso no novo modelo, justificando a identificação adotada de RR. A força registrada de até 140CV confirma essa grande produção elaborada e desenvolvida, já que se trata de uma combinação sem precedentes, sendo que é a primeira vez que surge um motor com três cilindros de 800CC, que proporciona a grande potência e desempenho.

O motor pode ser descrito como um tipo compactado pesando até 52Kg, o qual abarca uma tecnologia de alto prémio, incluindo cambota com rotação inversa, promovendo este recurso como um dos mais sublimes do mercado atual. Está aparelhado de um tensor hidráulico em corrente de distribuição que garante o desempenho suave e silencioso deste motor de grande força e impulso.

Na parte electrónica a injeção sofreu nova elaboração, nela sendo incluídos os injetores duplicados por meio de um cilindro, seis no total. O desempenho da potência acontece de modo suave em rotações mais baixas, ao mesmo tempo que é carregado de energia e mais violento em suas altas rotações, munido do limitador em 13.200 RPM.

Assim, a potente MV Dragster RR abrange, neste momento, a série de um sistema de MVICS (Motor and Vehicule Integrated Control System). Está munida de Maps com maior precisão articulando de modo eficiente a capacidade explosiva dos três cilindros com rendimento e economia. Possui um desempenho tanto mais potente quanto é mais ecologicamente correto.

Possui um sistema que mantém a regularidade do torque e os movimentos do motor estão configurados em 3+1, com Sport, o Normal e Rain, além de mais uma Custom. Esta RR possui, de fato, as mesmas dimensões e a mesma geometria do modelo Dragster normal. Munido do melhor ABS, sobretudo em pistas de superfície molhadas e muito lisas. Vale a pena conferir.

Por Paulo Henrique dos Santos

MV Agusta Brutale Dragster 800 RR


Nova moto presta homenagem aos AMG GT da Mercedes Benz.

Apenas olhar para a nova moto MV Augusta F3 800 AMG já bastava. Ela já diz tudo, mas vamos encontrar as palavras e tentar falar sobre esta belezura.

A edição especial foi lançada em parceria com a Mercedes-Benz, no Salão de Frankfurt 2015. Porque parceria com a Mercedes? Bem, porque a Mercedes se tornou possuídora de 25% da MV Augusta em outubro do ano passado e porque decidiram prestar uma homenagem ao esportivo da montadora alemã, o AMG GT, isso também explica a MV Augusta ter abandonado suas cores clássicas, vermelha e prata, e ter mergulhado no amarelo e preto ao estilo “solar beam” (feixe de energia solar, em tradução livre), o mesmo nome do carro.

A F3 800 é da família 800 das motos da MV Augusta, que tem também as Brutale 800 e Rivale 800. De acordo com a montadora, a F3 800 vem com uma proposta bem definida ao usuário: dele ter a experiência de pilotar uma superesportiva de 1.000 cm³, mas com a condução de uma de 600 cm³.

Quer ver um pouco da descrição?

Motor de 3 cilindros, 12 válvulas, 7 cilindradas e 148 cavalos de potência. Câmbio de seis marchas com assistência eletrônica de troca de marcha e acelerador eletrônico, freios ABS (da Brembo – um disco dianteiro de 320 mm e um traseiro de 220 mm, pegos por pinças de quatro e de dois pitões) e controle de tração. Para-lamas em fibra de carbono, rodas pretas, costuras amarelas no banco (que dão um toque de estilo e exclusividade) e tampa de combustível no estilo de corrida. A moto tem 173 kg. Sua suspensão dianteira tem garfo telescópico hidráulico e amortecedores invertidos.

Infelizmente o  modelo não virá para o Brasil e custa, na Europa, 15.310 euros, algo em torno de R$ 68 mil.

MV Augusta:

A montadora italiana nasceu nos arredores de Milão, no ano de 1945. Nos anos 50 e 60 dedicava-se a fabricar motos de pequena cilindrada. Com o tempo começou a investir em motos maiores. É hoje um dos grandes nomes no segmento de supermotos.

Elia Macedo


Novo modelo recebeu o nome de F3 800 AMG Solarbeam e foi inspirado no Mercedes-AMG GT.

O mundo automobilístico não se restringe aos carros, pois as motocicletas também têm grande destaque mundo afora. Prova disso está sendo o Salão do Automóvel de Frankfurt, onde diversas montadoras de motocicletas estão aproveitando o evento para lançar seus modelos superpotentes. E a MV Agusta é uma delas, que está utilizando o Salão para lançar sua nova F3 800.

Na verdade seu nome oficial será F3 800 AMG Solarbeam, pois o modelo foi inspirado no Mercedes-AMG GT. Bem propício, já que a AMG detém 25% de participação da MV Agusta.

Para esse novo modelo, a montadora deixou de lado seu clássico vermelho e prata, para adotar um amarelo bem vivo, bem parecido com o do Mercedes, e que dá o nome de AMG Solarbeam. Para contrastar com o amarelo, o preto também aparece na lateral da carenagem e em cima do tanque. Para completar o visual, a motocicleta ainda é composta por tampa de combustível racing, costuras amarelas nos assentos e para-lamas feitos em fibra de carbono.

As configurações mecânicas também são bem interessantes, compostas por um bloco de 3 cilindros, com 12 válvulas com dimensão de 798 cm³. Esse motor gera uma potência de 148 cavalos. Com câmbio de seis marchas, a F3 800 AMG Solarbeam ainda possui o sistema Electronically Assisted shift, que nada mais é do que um assistente eletrônico para troca de marcha. Além disso, também possui controle de tração e freios ABS.

Ainda não existem especulações se esse modelo deve chegar ao Brasil ou mesmo na América Latina. A única informação confirmada é de seu preço sugerido, 15.310 euros, o que equivalente a R$ 67.000 com nossa moeda atual.

Além da AMG, a Ducati também teve a mesma estratégia durante o Salão do Automóvel de Frankfurt, onde utilizou o stand da Volkswagen para promover seu novo modelo, a Ducati Monster 1200 R.

Por Felipe Villares

MV Agusta F3 800 AMG Solarbeam

MV Agusta F3 800 AMG Solarbeam

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: