A nova Thruxton R trouxe muitas novidades em design e no desempenho. A fabricante Triumph não economizou em beleza e em tecnologia.

A marca

A Triumph é uma fabricante de motocicletas britânica presente no Brasil e em outros 12 países. Unindo tradicionalismo e modernidade, desde sua criação, a Triumph investiu em exclusividade, contrariando o modelo comercial vigente, que prezava pela fabricação de veículos em larga escala. Ou seja, a Triumph apostou na qualidade desde o início. Por isso, a fabricante, que comemorou o centenário em 2002, conquistou a admiração e o gosto do público. Seus modelos de alto padrão caíram na graça dos apreciadores ao redor do mundo e estão entre os "top" de vendas.

A nova Thruxton R foi lançada no Brasil em setembro e trouxe muitas novidades em design e no desempenho. A fabricante não economizou em beleza e em tecnologia. Confira as principais características da motocicleta.

A entrada USB como funcionalidade pode comprovar que é possível unir o útil ao que há de mais agradável em termos de tecnologia. O sistema antibloqueio variável dos freios ABS é outra funcionalidade que promete oferecer um maior controle.

A experiência do acelerador foi otimizada com o sistema eletroeletrônico RIDE-BY-WIRE, garantindo maior segurança e minimizando o tempo de resposta da aceleração. Esse mesmo sistema está interligado às três opções de pilotagem, possibilitando que o usuário escolha entre os modos estrada, chuva e esportivo. O controle de tração comutável é outra função do sistema RIDE-BY-WIRE, e tem a finalidade de melhorar o fornecimento de torque da Thruxton R.

A embreagem deslizante da Thruxton R proporciona um toque mais leve, facilitando a condução e proporcionando maior comodidade nas viagens longas, pois reduz o esforço do condutor.

O mostrador de funções da Thruxton R foi duplicado e apresenta um sistema digital que pode ser acionado facilmente por botões acoplados ao guidão, garantindo um rápido acesso às principais funcionalidades.

O imobilizador da Thruxton R agrega mais segurança à motocicleta. Ele evita que a Thruxton R seja ligada sem a chave correta.

O quesito design também foi repensado. O farol redondo deixou a com um visual bastante sofisticado. Já as lanternas traseiras em LED diminui significativamente o consumo de energia e acrescenta mais durabilidade à bateria.

Motor

A Thruxton apresenta orgulhosamente seu motor de 1200 cc cilindradas, oito válvulas e alto desempenho. Com nada menos que seis marchas, o motor é alimentado por carburadores de duplo corpo e o torque máximo massivo é de 112 Nm debitado as 4950rpm. A versão anterior tinha um desempenho 62% menor neste quesito. Visualmente parecido com o motor da Thruxton Bonneville, o motor da Thruxton R foi elaborado com o que há de mais atual. Seu escape de silenciador cônico e ponteira invertida cônica proporciona um agressivamente eletrizante, como caracteriza a montadora.

O sistema de refrigeração líquida do motor foi elaborado com o intuito de economizar combustível e diminuir a emissão de gases poluentes ao mesmo tempo.

Acessórios

Com mais de uma 160 acessórios disponíveis, a Thruxton R pode ser personalizada de acordo com o gosto do usuário. Peças da carenagem, escape e traseira podem ser facilmente modificadas, adicionando ainda mais estilo à motocicleta. Além disso, os usuários podem optar pelos kits já prontos, o "Track Racer" e o "Café Racer".
O kit "Track Racer" reúne uma gama de acessórios para motos de competição. Entre os acessórios do kit "Café Racer" estão o para-brisas curto fumê e braçadeira cabedal do tanque de combustível, entre outros.

Chassi

Com suspensão de alto rendimento regulável, barras de encaixe por pressão e roda de 17 polegadas na frente, a Thruxton R promete uma experiência inesquecível ao condutor.

Outras características

A nova Thruxton R está disponível nas cores cinza, preto fosco e vermelho, possui comprimento de 2.105 milímetros e pesa cerca de 203 kg. A potência da motocicleta é de 97 cv a 6.750rpm. Possui partida elétrica, sistema de alimentação por injeção eletrônica e embreagem multidisco banhada a óleo. Motor de oito válvulas com dois cilindros paralelos. Freios dianteiros com discos duplos e traseiros com discos simples. O tanque de combustível tem capacidade para 14,5 litros

Por Katia da Silva

Triumph Thruxton R 2018

Triumph Thruxton R 2018


Modelo oferece mais robustez e está preparada para rodar em qualquer tipo de estrada. Equipada com vários controles eletrônicos, que oferecem muito mais conforto e segurança, tanto para o piloto quanto para o garupa.

Você gosta de motos? Se a sua resposta for sim, com certeza você irá se apaixonar pela nova Triumph Tiger Explorer 1200 XCa que chega para surpreender muita gente.

Elogios à parte, vamos diretamente ao assunto que é essa máquina que pesa cerca de 260 kg. Pois bem, a moto é uma versão que pertence à linha da bigtrail, uma inglesa que é equipada com um moderno sistema chamado de Hill Hold Control, que é uma tecnologia muito parecida à tecnologia utilizada na categoria SUV de luxo, que em poucas palavras não permite que o carro em uma parada volte para trás.

A Tiger 1200 XCa oferece mais robustez e está preparada para rodar em qualquer tipo de estrada. Equipada com vários controles eletrônicos, que oferecem muito mais conforto e segurança, tanto para o piloto quanto para o garupa.

Como já era de se esperar, tantas novidades e modernidades têm um valor. Neste caso a Triumph Tiger 1200 XCa deve sair por um valor um pouco salgado, sendo R$ 78.500, mas ainda assim ela sai mais em conta que sua principal concorrente a R1200 GS Adventure, que está saindo por R$ 84.900.

Se comparada com outras versões, esta versão XCa possui dois modos para pilotagem novos, sendo eles o Rider e Sport, além de sistema de monitoramento para a pressão de seus pneus. Ainda temos um para-brisa colocado mais alto e que permite o ajuste eletrônico, o que possui muita utilidade, principalmente para quem pega estrada.

O lançamento também possui aquecimento nos bancos do garupa e piloto e um interessante suporte de malas nas laterais.

Essa motocicleta foi desenvolvida para ser uma moto aventureira, por isso possui características mais esportivas como o motor composto por três cilindros e 139 cavalos de potência. Suas rodas são raiadas e calçadas com pneus para uso misto.
As suspensões possuem ajuste TSAS que é um sistema de ajuste eletrônico, controle de tração, acelerador eletrônico, piloto automático e sistema de freios tipo ABS. Em resumo, temos uma excelente máquina, que une desempenho, tecnologia e segurança.

Como estamos falando de uma bigtrail, esta versão possui excelente ergonomia, uma vez que o piloto fica em uma posição bastante confortável e relaxada, o que facilita a pilotagem. O assento possui dois níveis, além de uma espuma com boa densidade, o que permite viagens longas sem se cansar pela postura. Em temperaturas mais baixas o banco possui sistema de aquecimento que pode ser facilmente acionado por um botão.

São cinco modos de pilotagem. Os comandos instalados no punho, assim como a parte eletrônica são bem intuitivos. Está tudo lá, faróis de neblina, piloto automático, manoplas aquecidas, tela LCD, mostrador analógico, entre outros.

Ideal para a estrada a moto com seus 139 cavalos de potência tem um perfil bastante esportivo, contudo é muito fácil de ser controlada, fato que ocorre em razão de uma relação positiva entre a entrega de torque e de potência, que já é uma característica comum de motores de três cilindros.

A Triumph Tiger 1200 XCa é bastante eficiente, as irregularidades do solo são bem absorvidas. Os freios são muito precisos, o que se deve as pinças monobloco que estão fixadas na dianteira. Para a realização de curvas existe um sistema de antitravamento que considera a inclinação da motocicleta.

Como se pode observar, todas as características da Triumph Tiger 1200 XCa nos mostram uma máquina toda completa que oferece segurança, conforto, tecnologia de ponta e desempenho. Enfim, uma moto excelente para rodar tanto no asfalto quanto na estrada. Em uma viagem longa ou em um simples passeio de tarde. Com certeza é uma moto que valerá por cada centavo investido.

Quem experimentar a Triumph Tiger 1200 XCa, com certeza vai gostar!

Por Sirlene Montes

Triumph Tiger Explorer 1200 XCa

Triumph Tiger Explorer 1200 XCa


Nova linha será lançada em junho deste ano no Brasil.

Que o brasileiro é um apaixonado por carros, ninguém mais duvida, mas a cada dia o número de pessoas que se apaixonam pelas máquinas de duas rodas aumenta de forma considerável. Se você se inclui nesse grupo de pessoas conheça agora tudo sobre a Nova Linha Triumph Tiger 800, que está prevista para chegar ao Brasil no segundo semestre de 2018.

De início podemos dizer que as versões que compõem a Linha Triumph Tiger 800 chegam com diversos atributos, dentre eles único comando que se assemelha a um Joystick iluminado, o que irá proporcionar mais praticidade.

Já no fim do ano passado a Nova Triumph Tiger 800 foi lançada oficialmente em um evento chamado EICMA 2017, no exterior. Já em nosso mercado a motocicleta estrou de forma surpreendente em um evento no Salão Duas Rodas, contudo seu lançamento oficial está marcado para acontecer no mês de junho deste ano.

A linha chega ao Brasil com três interessantes versões que trazem uma série de atualizações da área tecnológica, garantindo um desempenho melhor, que a torna ainda mais potente e, por isso, muito atraente.

Ao mesmo tempo em que o lançamento chega com mais potência, não deixa de oferecer suavidade e nem versatilidade, no tráfego tanto no meio urbano quanto na estrada. Na realidade a sua fabricante não poupou investimentos ao planejar uma motocicleta muito estilosa, com tecnologia avançada e muito conforto. Sem falar de um motor equipado com uma aparelhagem totalmente nova.

Esta nova linha é composta pelas versões:

– Triumph Tiger 800 XCa;

– Triumph Tiger 800 XRx Low Seat;

– Triumph Tiger 800 XRT.

Esteticamente, a Tiger 800 recebeu uma pintura de altíssima qualidade. No painel instalado na sua lateral temos uma ilustração totalmente nova. Sem descaracterizar a motocicleta o escopo foi colocado com um visual mais moderno e dinâmico.

Cada versão da linha possui características próprias, porém todas receberam muitas melhorias, dentre elas temos um painel de instrumentos completo, de 5 polegadas, colorido e fácil de ser configurado. Já os punhos vêm atrelados ao seu guidão. Além disso, ainda temos dispositivos equipados com Luzes de LED.

A Triumph procurou nessa linha de 2018 eliminar os pontos fracos de versões anteriores, tanto que o guidão chega em uma posição de 10 mm mais perto do piloto. Por sua vez o assento foi construído com uma espuma de uma qualidade superior e para fechar, o para-brisa pode ser ajustado em cinco posições.

As três versões da Linha são equipadas com o mesmo tipo de motor que se caracteriza por ser um Tricilíndrico de 800CC, que atua com 12 válvulas que conta com a função de refrigeração do tipo líquida, que oferece uma capacidade de geração de uma potência de até 95 cv, com capacidade máxima de 9500 RPM e capacidade de torque de 7,8 Kgfm que faz 8000 giros. Na realidade, essa força maior que a motocicleta faz de forma imediata deve-se ao seu propulsor.

O escapamento da moto é equipado com um sistema de 3 em 1 que atua juntamente com um silenciador que é produzido em aço, o que proporciona mais leveza e um fluxo melhor.

O banco pode ser ajustado em até duas posições de altura, podendo ser adaptada ao porte do piloto e ao tipo do terreno. Duas das suas versões são equipadas com uma suspensão um pouco mais baixa que as outras versões da linha Tiger 800.

Ainda não é possível afirmar os valores para comercialização de cada uma das suas versões, pois a fabricante ainda não realizou nenhuma divulgação em relação a isso. Contudo, os interessados não deverão esperar por muito tempo, já que a estreia no Brasil está prevista para o mês de junho.

Por Sirlene Montes

Triumph Tiger 800 2018


Estima-se que o modelo possa ser encontrado partir de R$ 50.000,00 e suas vendas devem ser começadas a partir dos próximos meses no território nacional.

Uma das maiores paixões de qualquer pessoa seja de qualquer idade são os veículos, sejam, eles automóveis ou motocicletas. Prova disso, é que para esse tipo de comércio as vendas sempre permanecem altas e raramente, é anunciado que as vendas caíram. Pois, nos dias atuais, em qualquer lugar do mundo contar com esse tipo de produto, é definitivamente, uma facilidade da vida moderna. Com isso, cada vez mais as montadoras vem investindo em produtos cada vez mais tecnológicos e que possam agradar a um número maior e mais diversificado de consumidores. E um dos últimos lançamentos que promete animar os apaixonados por motocicletas é a Triumph Tiger 800 XC. Conheça agora mesmo um pouco mais sobre essa moto e o porquê ela pode ser a sua nova aquisição.

A Triumph Motocicletas é uma montadora de motos fundada no início dos anos 80, mais precisamente, em 1984 no Reino Unido. Com mais de três décadas desde a sua fundação, a Triumph Motocicletas, nos dias atuais, está presente em mais de 10 países onde fabrica seus produtos, como: Japão, Holanda, Bélgica, França, Suécia, Suíça, Japão, Alemanha, Estados Unidos e muito mais. Hoje a companhia inglesa está na lista das principais montadoras de motocicleta do mundo. Com vendas para vários países em diferentes continentes. Seus produtos são conhecidos por apresentarem características muito próprias, como: alta qualidade, design inovador, tecnologia de ponta, dentre outros. Um dos seus lançamentos mais recentes foi a Triumph Tiger 800 XC. Essa moto faz parte da tradicional família Tiger 800, que conta com outros modelos como: Tiger 800 XR; Tiger 800 XRx; Tiger 800 XR x LOW; Tiger 800 XCx e a Tiger 800 XCa.

Falando especificamente da Tiger 800 XC, ela apresenta muitos pontos que devem ser mencionados para se compreender o quão inovadora essa motocicleta é. Vamos começar pelo seu desempenho dentro das pistas. Essa motocicleta foi desenvolvida para percorrer grandes e distâncias. Visto que, ela conta com 03 cilindros e 95 cavalos. Ótimos números para quem deseja pilotar nas ruas de grandes metrópoles ou em lugares mais tranquilos. Outro ponto que merece ser destacado, a respeito da Tiger 800 XC é que ela apresenta um painel moderno todo em LED. Que apresenta com o máximo de precisão para o piloto, informações como: temperatura ambiente, medidor de combustível, velocidade média do veículo, duração médio da viagem, relógio, indicação da posição da marcha, tacômetro analógico, dentre outras informações.

A Tiger 800 XC conta com um taque de 19 litros que possuem funções que economizam em mais de 15% o combustível da moto. Propondo assim uma economia no bolso do consumidor e também uma menor poluição no meio ambiente. O seu design chama atenção, a Tiger 800 XC é um modelo esportivo bastante arrojado, ele pode ser encontrado em diferentes cores, como: preta, prata e em variações desses tons. Além de detalhes em outras cores, como vermelho, branco e azul. Todos metálicos. O para-brisa da motocicleta foi desenhado para que os condutores ao guiarem o veículo, não tenham tanto problema com ventos mais portes, por isso, ele é mais alto. Além disso, a Tiger 800 XC apresenta um banco maior com mais conforto para que motorista e passageiro possam ter mais conforto durante a viagem. Ela ainda conta com freio e suspensão elevada para o conforto do motorista.

Estima-se que o modelo possa ser encontrado partir de R$ 50.000,00 e suas vendas devem ser começadas a partir dos próximos meses no território nacional. Para saber mais sobre a Tiger 800 XC, e outras motocicletas da Triumph Motocicletas, acesse o endereço eletrônico da empresa do Reino Unido no Brasil, que pode ser visitado através do seguinte link: www.triumphmotorcycles.com.br.

Por Isabela Castro

Triumph Tiger 800 XC


Modelos custam até R$ 50 mil.

A montadora de motocicletas Triumph aumentou ainda mais suas opções de motos clássicas disponíveis no mercado brasileiro, ao desembarcar por aqui as inéditas Street Scrambler e a Bobber. As duas completam a linha chamada de Bonneville, a qual era composta pela Bonneville T120, Street Cup, Street Twin, Thruxton R, Bonneville T120 Black.

Confira abaixo os preços dos modelos novos das motociletas da montadora britânica:

  • Bobber – R$ 49.990
  • Street Scrambler – R$ 41.990

Segundo informações divulgadas pela própria montadora com sede no Reino Unido, a qual conta com uma planta na cidade de Manaus, ambos os modelos novos serão produzidos na capital do Amazonas e deverão se comercializadas, juntas, aproximadamente 380 unidades no prazo de um ano.

Bobber

O modelo é movido pelo motor de 1200 cilindradas, o mesmo da Bonneville T120, porém, com um ajuste especial, o qual faz com que seja gerado, em baixas rotações, mais torque, de acordo com a montadora. O câmbio possui 6 marchas.

Conta com freios de última geração ABS, possui dois modos de pilotagem (chuva e estrada), "Ride by Wire" como sistema de aceleração eletrônico, lanterna traseira em LED, controle de tração, etc.

Em relação à Boneville, os diferenciais ficam por conta do: guidão mais amplo, assento baixo individual, para-lama em aço, tanque e farol minimalistas e rodas raiadas.

Street Scrambler

A motocicleta faz uso do propulsor de 2 cilindros utilizado na Street Twin, que gera uma potência de 55 cavalos em 6 mil giros e um torque de 8,15 kgfm a 2.850 rotações. Sua briga é com a Ducati Scrambler, que já se encontra no mercado brasileiro.

A Street Scrambler lembra o estilo do próprio nome (rua), bem como a Ducati, entretanto, o modelo britânico tem uma linha um pouco mais tradicional, com escapamento alto e rodas raiadas, assim como as Scramblers antigas.

No modelo Scrambler 800 italiana, as rodas são de liga-leve e o escapamento é baixo. No pacote eletrônico da Triumph Street Scrambler há ABS, acelerador eletrônico e também controle de tração. Além disso, seu painel possui um computador de bordo e ainda a motocicleta conta com uma entrada USB.

FILIPE R SILVA


Modelo chega às concessionárias pelo preço de 41 mil.

Chega ao mercado brasileiro o modelo mais recente da Triumph, o Street Cup. A motocicleta é produzida a partir da Street Twin no estilo street racer, apostando em um uso urbano e esportivo. A recém chegada Street Cup entrará nas concessionárias da montadora no Brasi custando R$ 41.990.

Com um propulsor de 900 cilindradas a nova street cup comporta-se bem em altas e baixas rotações. O estilo é cafe racer, com guidão baixo, entretanto, nas viagens mais longas não chega a cansar o piloto.

O motor de quase mil cilindradas da moto Street Cup possui em sua ignição um intervalo de 270°, que fornece uma potência distribuída para a caixa de marcha, que possui cinco velocidades.

O propulsor tem uma regulagem especial para que proporcione um acréscimo em seu torque máximo de 18% e na potência de até 22% no intervalo médio, se comparado com o propulsor do modelo anterior, com 8,0 kgfm de torque máximo em 3.200 giros e potência de 55 cavalos em 5.900 rotações.

A suspensão ainda é a mesma com 120 mm, entretanto, houve um reforço na mola para esta edição. Além dessa melhoria, a parte mecânica está mais robusta na nova Street Cup, o que proporciona um tempo mais estendido de manutenção de 16 mil km, diminuindo os custos de manutenção de forma significativa.

Da mesma forma que outros modelos da linha Bonneville, a Street Cup possui uma vasta gama de tecnologia, contando com controle de tração comutável, freios ABS, acelerador eletrônico ride by wire e também embreagem com controle de torque.

Em seu painel de instrumentos há um menu digital e computador de bordo, que contem informações referentes a posição de marcha, configuração de passeio a dois, hodômetro, indicador de manutenção, quantidade de combustível no tanque, autonomia residual, consumo atual e médio de combustível, ajustes do controle de tração e relógio.

Para que o consumidor possa dar um toque mais pessoal em sua motocicleta esportiva Street Cup, a montadora oferta diversos acessórios de estilo, sendo mais de 120, além de acessórios de personalidade, desempenho e conforto, como por exemplo, a suspensão da parte traseira que é ajustável, manoplas aquecidas e silenciadores Vance & Hines.

A moto é vendida em duas cores: Silver Ice/Jet Black e Silver Ice/ Racing Yellow.

FILIPE R SILVA


Modelo conta com um motor potente herdado da Speed Triple R, porém com mais economia, que pode chegar a 8%.

A marca britânica de motocicletas Triumph pode ter comemorado no ano de 2002 os seus 100 anos de existência, mas nem todos sabem que a empresa é mais antiga do que isso. A marca nasceu na última década do século XIX que na época comercializava apenas máquina de costura, fato que ocorreu até a ida do alemão Siegfried Bettmann para a Inglaterra.

Lá o alemão notou o aumento na produção e procura por motocicletas e então no ano de 1902 a primeira moto foi produzida pela marca carregando o nome de nº 1, que mais parecia um bicicleta com motores.

Com o passar dos anos a empresa foi se aprimorando, criando inclusive motos mais populares, mas sempre mantendo como destaque seus motores e partes elétricas de qualidade e eficiência. A empresa chegou até a iniciar a fabricação de automóveis, dividindo então a fábrica em dois segmentos, porém o seu ponto forte foi sem as motocicletas.

E foi assim com tantos anos e experiências que a marca chegou na criação da Triumph Tiger Sport que está sendo montada na região de Manaus e que conta com um motor potente herdado da Speed Triple R, porém com mais economia, que pode chegar a 8%. Outro item novo e importante é a redução da força para o acionamento da embreagem que ficou até 48% mais leve do que a antiga.

O seu visual mantêm o padrão antigo apenas foi renovado em alguns itens como os bancos, a bolha dianteira, os grafismos e o escapamento.

O novo modelo adquiriu modos de potência dos motores, controle de elevação das rodas, cruise control e protetores de mão.

Um ponto destacado pela marca foi o acelerador eletrônico Ride-by-Wire que atenderá exatamente a proposta do lançamento, já que a proposta do projeto foi para o uso diário na cidade e viagens de finais de semana gerando um melhor aproveitamento da parte do piloto.

A Tiger estará disponíveis nas cores: Preto mate com detalhes em amarelo neon ou prata brilhante com detalhes em vermelho. Seu valor está estimado em aproximadamente R$ 53.000,00.

Por Bruna Tabara dos Santos

Triumph Tiger Sport


Modelo será vendido por R$ 59.900. A montadora diz que elevou o patamar do modelo, tendo aumentado o torque e a potência ao motor com três cilindros, de mil cilindradas, além das assistências eletrônicas.

A moto Triumph Speed Triple foi reestilizada para o ano de 2016 e chega ao Brasil em sua versão mais luxuosa custando R$ 59.900. O valor tem assustado os consumidores, pois representa um acréscimo de R$ 16.410 à linha anterior, ou seja, 37%.

A montadora diz que o modelo elevou o patamar, tendo aumentado o torque e a potência ao motor com três cilindros, de mil cilindradas, além das assistências eletrônicas. Esteticamente o padrão continua o mesmo, porém a versão R vem com algumas peças em fibra de carbono e as luzes de seta em LED.

Entretanto, ao subir de patamar irá concorrer com modelos com a BMW S 1000 R, que custa R$ 58.900, que é equipada com um motor de 20 cv a mais, assistente de troca de marchas e suspensões eletrônicas.

Por sofrer grandes alterações, a Speed Triple R continuou com o conjunto óptico com faróis saltados. A Interface dos comandos eletrônicos é bem parecido com as outras Triumph, onde possuo os botões do lado esquerdo, no punho que permitem selecionas os modos de pilotagem, que são: Road, Rain, Sport, Rider e Track.

Conta com 140 cv de potência, a 9.500 giros, em qualquer modo de pilotagem. A resposta do acelerador mudou e agora ficou mais abrupta e linear. O freio ABS e controle de tração, de acordo com o modo selecionado, fica mais intrusivo ou menos.

A marca disse ter realizado cerca de 100 alterações na parte interna, em áreas como cabeçote, câmara de combustão, virabrequim e pistão e um sistema de aceleração eletrônica que foi incluído. Na prática, em médios e baixos regimes, o comportamento está mais vigoroso.

Agora também a embreagem possui um sistema antiderrapagem, reduzindo assim o esforço ao acionar e aumentando o controle da roda traseira.

Na dianteira as suspensões fazem uso do Öhlins NIX 30, garfo telescópico invertido, com tubos totalmente ajustáveis de 43 mm, e na traseira um monoamortecedor, da mesma marca, TTX36. Os dois dão confiança ao motociclista ao realizar curva, contando também bons pneus da marca Pirelli modelo Diablo Supercorsa.

Uma notícia boa também, são as pedaleiras, que tiveram suas posições alteradas, ficando mais altas e evitando que rapassem no chão, como acontecia com a anterior.

Por Filipe Silva

Triumph Speed Triple

Triumph Speed Triple

Fotos: Divulgação


Modelo teve seus motores revisados e está 5% mais econômico.

A Tiger Explorer, uma legitima bigtrail com 1.200 cilindradas da marca britânica Triumph, entra em sua linha 2016 com uma nova atualização. O novo facelift foi mostrado para todos durante o Salão de Milão, que aconteceu no ano passado. Entre os pontos que foram trabalhados nessa “reestilizada” temos as atualizações no motor tricilíndrico. Além disso, outro aspecto interessante da novidade foi a inclusão de controles eletrônicos com o foco no aumento da segurança.

A novidade vai desembarcar em terras brasileiras com duas versões. A primeira é a XR com preço de R$ 58.500. O modelo já vem equipado com as rodas de liga leve e com o pacote eletrônico básico. Além dela há a XCx de R$70.500. Essa tem uma cara mais aventureira e conta com rodas raiadas.

As Mudanças:

Uma das principais alterações na linha 2016 da Tiger 1200 está justamente no motor de 3 cilindros e 12 válvulas, que conta, entre outras coisas, com comando duplo e refrigeração líquida. Ele foi retrabalhado para ter potencial para oferecer 139 cv a 9.300 rpm.

Entre os acréscimos recebidos pelo modelo estão o câmbio de seis marchas e com relações mais alongadas e a embreagem multidisco que passa a contar com o auxílio de torque, diferentes modos de pilotagem e transmissão final por eixo-cardã. Com as modificações foi possível providenciar também uma economia que fica em torno de 5% de combustível.

De acordo com alguns comentários de representantes da marca, as modificações, principalmente no aspecto eletrônico, irão permitir que o piloto tenha mais segurança e uma moto mais adequada ao estilo.

As duas versões continuam com a mesma nomenclatura, seguindo o exemplo da irmã mais nova, a Tiger 800. Entre elas há o compartilhamento do quadro e também do motor. Porém, as mudanças ficam na lista de equipamentos e no pacote de estilo.

Com relação a Tiger Explorer XCx ainda vamos ter uma lista de equipamentos exclusiva da versão. Entre eles constam o cavalete central, protetores para o motor, o radiador e o cárter.

O painel também está mais completo, trazendo mais informações, além de um terceiro modo de condução batizado de off-road. Além dele, ainda há os dois modos presentes na versão básica.

Por Denisson Soares


Modelo chega ao Brasil custando cerca de R$ 36 mil.

No mundos dos automóveis e das motocicletas sempre há aqueles veículos que foram lançados no passado e que deixam saudade no presente, seja pelo design ou seja pelas características de motores e peças utilizadas na época. E é neste contexto que a fabricante de motocicletas inglesa Triumph está lançando novamente um de seus modelos mais famosos: a Bonneville, motocicleta esta que foi lançada no ano de 1959. Porém, esta não é a primeira motocicleta que a fabricante revive do passado, pois os modelos Bonneville T100, T1200 e Thruxton também foram relançados. Os modelos foram totalmente atualizados, ganhando eletrônica, arrefecimento a líquido e sistema de freios ABS, contudo, sem deixar de lado o clássico visual que marcou os modelos.

A maior surpresa que a empresa proporcionou aos seus clientes apaixonados foi o fato de ter feito uma multiplicação dessas motocicletas trazidas do passado e uma prova disso é a chegada ao Brasil do modelo Street Twin 900, modelo este que teve o seu lançamento mundial no mês de outubro do ano de 2015.

Os consumidores que quiserem adquirir Street Twin terão que desembolsar pelo menos R$ 36.500, valor este referente ao modelo de entrada, mas o custo benefício para os apaixonados por motocicleta sem dúvida será proporcional, haja vista que o modelo chega com as linha clássicas da marca e com avanços tecnológicos que irão agradar.

Ao longo de quatro anos, os profissionais da fabricante ficaram trabalhando para o que essa transformação trouxesse o menor impacto possível no design retrô já consagrado da motocicleta. Todavia, um dos detalhes que acabou modificando a originalidade do modelo em relação ao passado foi a escolha pela refrigeração a líquido, tecnologia esta que fez com que o modelo ganhasse um radiador, que para causar menos desgaste ao visual da motocicleta, teve que ser camuflado entre as traves do quadro do motor.

O bloco do motor, porém, não deixou de lado as antigas e famosas aletas de dissipação de calor, conforme os modelos do passado, detalhe este que acabou compondo ainda mais o estilo imponente dessa motocicleta.

No geral, essa motocicleta revivida do passado irá oferecer aos consumidores, além da facilidade de condução, uma diversão na pilotagem, haja vista que como o próprio nome diz ,ela agora será uma motocicleta do modelo Street que irá proporcionar muita praticidade para o dia a dia dos seus proprietários.

Por Adriano Oliveira


Motocicleta chega ao país custando R$ 36 mil e irá concorrer com a Ducati Scrambler.

A Triumph deu início a pré-venda do primeiro modelo da nova linha de motocicletas Bonneville no país, a Street Twin. A marca é uma novidade no país e é esperada para fazer concorrência com as outras marcas presentes em nosso país.

A chegada da nova motocicleta nas concessionárias brasileiras está sendo esperada para a segunda metade do mês de abril. Segundo a montadora, as primeiras 200 unidades da motocicleta terão preço especial, custando em torno de R$ 36.500 reais.

Para o ano de 2016, a marca ainda pretende trazer ao mercado nacional os outros lançamentos da linha Bonneville, que são a Thruxton R (com chegada prevista para o mês de junho), a Bonneville T120 (que é esperada para agosto) e também a Bonneville T120 Black (que chega ao mercado brasileiro em setembro deste ano).

Os preços dos novos modelos da marca ainda não foram divulgados pela empresa sediada na Inglaterra. Porém, é esperado que os preços acompanhem o de modelos similares das outras montadoras concorrentes.

O motor da nova Street Twin é de 2 cilindros, que conferem 900 cc ao modelo. Com esse motor, a motocicleta rende até 8,15 Kgfm de torque a 3.200 rotações por minuto, que chega a ser até 18% maior que a da geração anterior, segundo informações da própria companhia inglesa.

Para esse novo modelo, foi descartado o antigo sistema de refrigeração a ar, presente em modelos anteriores da marca, sendo este substituído por um novo sistema de refrigeração à liquido.

O design da motocicleta chega para agradar aqueles que curtem um visual mais retrô, baseado num estilo minimalista, sem deixar de lado a ótima qualidade das novas motocicletas lançadas nos últimos anos, causando ao condutor uma experiência de condução dinâmica. A motocicleta possui, também, um som muito característico, o que agrada muito os amantes de motocicletas, e pode ser um fator muito decisivo na hora da compra do modelo.

O lançamento da Street Twin, da Triumph, chega ao mercado visando bater de frente com a Ducati Scrambler, que a exemplo da Street Twin, também acaba de ser lançada no mercado nacional de motocicletas.

Por Igor Furraer


Nova linha speed triple é lançada na Europa. Modelos chegarão ao Brasil somente no ano que vem.

Posteriormente a apresentação da nova geração da Bonnville, foi a vez de a Triumph lançar a nova linha Speed Triple, com as versões Speed Triple R e Speed Triple S. Segundo a assessoria de imprensa da marca, as novas Speed Triple só chegarão ao território brasileiro no segundo semestre do ano de 2016.

O veículo passou por significativas atualizações, dentre elas está o motor e a parte eletrônica, juntamente com as carenagens e o próprio design.

De acordo com as informações divulgadas pela empresa, o novo motor de 3 cilindros e 1050 cilindradas dispõe de 104 melhorias para que assim pudesse atingir uma potência e também torque maior, em todas as faixas, dessa forma, melhorando o consumo de combustível em quase 10 por cento. Tal moto conta agora com uma nova cabeça de cilindro e câmara de combustão, além de uma nova manivela usinada, aceleradores ride by ride e também um novo desenho do pistão.

A nova motocicleta recebeu também uma nova embreagem, um radiador mais eficiente e menor, além de contar também com um sistema de escape com fluxo melhorado em 70 por cento, se comparado com a versão anterior.

O novo modelo conta com cinco modos de pilotagem, são eles: chuva, estrada, pista, esporte e um modo programável. O controle de tração e o freio ABS podem ser ativados pelo próprio piloto. Pinças responsáveis pelas frenagens são da marca brembo.

As alterações de modos incluem luzes diurnas, novos faróis, assento totalmente novo e carenagens remodeladas, muito mais elegantes.

A nova Speed Triple R, além de possuir todos os itens acima citados, tem conta com alguns acessórios adicionais, como inserções de carbono no tanque, para-lama dianteiro feito em fibra de carbono e um protetor de motor.

A Speed Triple R terá disponível as cores: Crystel White e Matt Grafite. Já as cores para a Triple S serão Phantom Black e Diablo Red.

FILIPE RIBEIRO DA SILVA


Novas versões de entrada da linha Tiger 800 foram anunciadas oficialmente no Brasil. Preços partem de R$ 37.690.

A Triumph, empresa fabricante de motocicletas, anunciou oficialmente no dia 28 de junho o lançamento no Brasil das novas versões de entrada da linha Tiger 800. O último lançamento feito pela empresa aqui no país ocorreu no mês de março, oportunidade em que foram lançadas as versões topo de linha da motocicleta mencionada acima. Nesta versão topo de linha, a motocicleta já vem de fábrica dotada com um sistema de controle de tração.

Dessa vez a empresa aproveitou para fazer o lançamento das versões mais acessíveis e mais básicas. O processo de produção dessas motocicletas, aqui no país, já foi iniciado e estão ocorrendo na cidade de Manaus. O modelo mais básico da Tiger 800, que é o XR, irá custar para o consumidor brasileiro R$ 37.690, enquanto a versão topo de linha, a XC, já é comercializada por aqui por R$ 40.790, com relação à disponibilização de freios do tipo ABS em ambos os modelos os consumidores são contemplados com este sistema de série.

Em princípio, a linha mais vendida pela Triumph, aqui no país, sem sombra de dúvidas é a Tiger 800, modelo que, após ter passado por atualizações nesta última versão, segundo as estatísticas da empresa, representa nada mais nada menos que 70% das vendas realizadas por aqui.

Com relação à motorização desta nova motocicleta mais básica, o propulsor utilizado foi o mesmo nas versões anteriores da Tiger 800, motor este que possui 3 cilindros e 799 cilindradas, contudo apesar de ter sido mantidas as mesmas especificações técnicas dos modelos produzidos anteriormente, com uma potência total de 95 cavalos e um torque de 8,05 Kgfm, a empresa garante que nesta nova versão de motocicleta o consumo de combustível foi reduzido em 17%.

Esta nova versão da Tiger 800, a XR, mesmo sendo mais simples, será comercializada com o mesmíssimo pacote tecnológico disponível no modelo XC, ou seja, com a presença dos seguintes itens: acelerador do modelo eletrônico e controle de tração.

A única distinção entre os dois modelos é a ausência de alguns equipamentos.

Por Adriano Oliveira

Triumph Tiger 800 XR

Triumph Tiger 800 XC

Fotos: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: