Quem é apaixonado por motos deve ter visto os novos modelos da Ducati Scramber no último evento do Salão Duas Rodas que ocorreu em outubro do ano passado na cidade de São Paulo. Foram três novas versões apresentadas: a Icon que custa R$ 38.900, a Full Throttle de R$ 42.900 e a Urban Enduro que custa R$ 41.900. Essas versões não estão a pronta entrega, exceto a Icon.

Mesmo sendo vendidas em versões diferentes, cada uma delas possuem o mesmo chassi e também o mesmo motor, além de algumas configurações iguais como a medida e a altura dos bancos (790 mm), o tanque com capacidade de 13,5 litros de combustível e o peso de 170 kg. Veja agora os detalhes de cada uma delas:

1. Urban Enduro

Essa versão é ideal para quem busca aventuras tanto nas ruas e avenidas da cidade quanto nas estradas e trilhas do campo, por exemplo, pois possui equipamentos que lembram aquelas motos off-road.

Vendida na cor verde musgo selvagem, a versão possui os para-lamas da frente avantajado, guidão alto, protetores de farol em forma de tela, além de protetores de rodas em alumínio e de cárter bengala de suspensão. Tudo isso para evitar acidentes de viagem. A versão ainda vem com bancos na cor marrom com as costuras feitas na horizontal e um logotipo com o design da marca no tanque.

2. Classic (Icon)

Quem gosta do estilo vintage vai se agradar com a versão Classic da Scramber. Ela vem na cor laranja, e possui rodas com aro de alumínio raiado e leve, bancos de couro na cor marrom com as costuras na forma de triângulos na parte de cima e para-lamas na frente e atrás de aço puro escovado.

3. Full Throttle

Quem ama corridas com certeza vai se apaixonar pela versão Full Throttle, pois ela oferece um sistema mais esportivo do que as outras. Vendida na cor preta, num tom mais intenso, vem com detalhes na cor amarela e preto no banco e também no tanque. O guidão é bem "espaçoso" e lembra o modelo "fat bar", com rodas leves, para-lamas da frente no estilo esportivo e escapamentos Termignoni equipado para mão dupla na ponta.

Imagem: site da Ducati Scrambler


Modelos Forty-Eight, Iron 883, CB e 1200 CA chegam com novidades para melhorar ainda mais o conforto.

A empresa estadunidense Harley-Davidson apresentou no Brasil, no último trimestre do ano passado, a linha Sportster 2016. Os modelos Forty-Eight, Iron 883, CB e 1200 CA seguiram as mudanças já exibidas no lançamento mundial, que ocorreu no exterior, tais motos vieram com novidades, a fim de aprimorar ainda mais o conforto.

Estes modelos foram expostos no Salão Duas Rodas 2015, que ocorreu na segunda semana de outubro, e as vendas já tiveram início neste mês de janeiro de 2016. A marca também já divulgou os valores para as motos da linha 2016.

Abaixo segue a lista de valores para 2016:

– DYNA
Low Rider – a partir de 58.400 reais, 
Street Bob – a partir de 55.800 reais, 
Fat Bob – a partir de 59.900 reais.

– SPORTSTER
Iron 883 – a partir de 42.900 reais,
1200 Custom – a partir de 51.100 reais,
Forty-eight – a partir de 50.700 reais.

– V-ROD
Night Rod Special – a partir de 79.900 reais,
Muscle – a partir de 78.500 reais.

– CVO
Limited – 151.200 reais,
Street Glide – 134.200 reais.

– TOURING
Street Glide Special – a partir de 90.400 reais,
Road King Classic – a partir de 80.300 reais,
Ultra Limited – a partir de 102.800 reais.

– SOFTAIL
Fat Boy – a partir de 69.900 reais,
Deluxe – a partir de 69.900 reais,
Breakout – a partir de 73.700 reais,
Fat Boy Special – a partir de 70.900 reais,
Heritage Softail Classic – a partir de 74.100 reais.

A empresa informou que todas as motocicletas da família Sportster passam a ter uma nova suspensão dianteira e amortecedores traseiros renovados. O objetivo foi focar na melhoria de performance, melhorando a resposta da moto em relação às imperfeições do solo.

Tornou possível também o ajuste de pré-carga na suspensão traseira, devido a estas modificações.

A marca também adicionou novos assentos em todos os modelos da família e acrescentou mais espuma no banco para aumentar o conforto, além de contar com um novo desenho.

Diversos destes modelos também receberam novos grafismos, inspirados em estilos da década de 1970, como é o caso da Forty-Eight.

Nádia Neves


Honda, BMW, Dafra e Harley Davidson apresentam seus modelos que chegarão às concessionárias brasileiras em 2016.

O Salão Duas Rodas 2015 lançou várias novidades para o ano de 2016. A montadora HONDA, por exemplo, certamente atualizará sua linha de CB 500, que já foi atualizada fora do país. Além disso, também já estão confirmados 3 novos lançamentos do segmento de Scooters para o mesmo ano.

Com alterações na suspensão e mudanças no visual, a linha CB500 da HONDA passa por sua primeira renovação desde o seu primeiro lançamento. A HONDA NC 750X, que também ganhou modificações com um modelo mais esportivo, contará também com um porta objetos um pouco maior, que passou de 21 litros para 22 litros. Ainda com luz de led, a nova HONDA NC 750X promete agradar seus usuários.

Em 2016 haverá uma expansão da linha de scooters da montadora Honda e a nova sensação é a SCOOTER SH 300i, ela promete uma competição acirrada com os modelos de scooters da montadora DAFRA e BMW.

BMW C 650 SPORT:

Também na linha de scooters, a BMW vem com a exclusiva BMW C 650 SPORT, que foi lançada no Salão de Milão 2015 (EICMA). De acordo com a montadora, foram renovados motor, câmbio e suspensão. O modelo também investiu na repaginação do visual, que ficou ainda mas esportivo.

DAFRA FIDDLE III:

A montadora brasileira não para de expandir sua linha de scooters e apresentou sua nova linha da FIDDLE III. O modelo promete vir com um preço acessível, além de ser muito econômico.

DAFRA SYM GTS 300:

A nova scooter das Dafra com um motor mais potente, o SYM GTS 300, virá com rodas de 13 polegadas na traseira e 14 polegas na dianteira.

Harley Davidson Iron 883:

A nova Harley talvez seja o lançamento mais aguardado para o ano de 2016, mais o seu preço virá salgado e deve passar dos 40.000 reais. As vendas já começam no começo do ano ea motocicleta agitou o Salão Duas Rodas.

A linha Sportster atualizou a suspensão e deu uma repaginada no seu visual, mas sem alterar sua ideia retrô que tanto agrada os usuários dessa máquina, mantendo seu visual clássico e elegante sem perder o conforto.

Por Nathalia Henderson


Linha 2016 das motos passará por mudanças que devem agradar os consumidores.

A grande fábrica japonesa Honda anunciou no velho mundo que a linha 2016 das motos CB 500F e NC 750S passará por algumas modificações. Estes modelos estão sendo expostos no Salão de Milão (EICMA) entre os dias 17 e 22 deste mês.

Para o ano de 2016, a CB 500F ficará mais encorpada e terá seis cores diferentes, além de novos grafismos e lanterna e farol em LED. O tanque de combustível da moto agora passará a ter uma capacidade de 16,7 litros. Não bastasse isso, a motocicleta ganhou novo escape silencioso, suspensão regulável na parte da frente, manete de freio ajustável e ainda por cima, a motocicleta terá um peso menor. O modelo também fará parte da linha de 2016 que estará disponível no Brasil a partir de janeiro do próximo ano.

A CB 500F é vendida no Brasil desde o ano de 2013 e em 2015 passou por um incremento de cores e gráficos, branco e vermelho metálico e a preto inspirada na Honda CB 650.

A exclusiva Integra, que não é comercializada no Brasil, alia o conforto e a conveniência de uma scooter com o desempenho de uma motocicleta convencional. Na Europa, passou a ser fabricada com luzes de LED, painel de instrumentos LCD, suspensão dianteira Show a Dual Bending e cores customizadas. O motor é composto por dois cilindros paralelos, seguindo a norma EURO 4 e dupla embreagem (DCT).

A Honda crossover NC 750S contará também com painel de instrumentos LCD, juntamente com cores personalizadas, escapamento no formato pentagonal. Este modelo virá em duas cores.

A Honda NC 750, versão “X”, foi lançada em nosso país no início do ano atual, como alternativa para substituir a NC 700X. Apresentada no Salão de Milão há quatro anos, em 2011, a versão NC 700X se destacou para o público alvo ao apresentar seu conceito de pilotagem para o uso diário.

FILIPE RIBEIRO DA SILVA


Linha 2016 dos modelos CB500F, CB500X, NC750X e VRF1200X Crosstourer ficaram mais robustas e ganharam nova iluminação.

A montadora de motos Honda anunciou algumas mudanças visuais em suas motos de alta cilindrada. Entre os modelos que receberão o upgrade em seu design e que tiveram fotos reveladas estão: CB500F, CB500X, NC750X e VRF1200X Crosstourer. As linhas 2016 desses modelos estarão expostas no Salão de Milão, que iniciará daqui a duas semanas. A alteração padrão nos lançamentos, em relação às versões 2015, foi em visual, robustez e iluminação.

A CB500F teve fotos conservadoras, porém, com exibição de parte do design divulgadas pela marca. A fabricante disse que a moto ficará mais encorpada em comparação com a 2015, o que por consequência aumentará a capacidade do tanque de gasolina de 15,7 para 16,7 litros. A empresa revelou também que a dianteira e a traseira passarão a ter luzes de LED. O silenciador do escape foi renovado e a suspensão da frente terá ajuste pré-carga. A versão X da CB500 mudou menos no visual de acordo com a Honda. A bolha frontal aumentou em dez centímetros. E ela passou por todas as atualizações de iluminação, escapamento e suspensão pelas quais a F passou.

A aparência da NC750X não ficou mais robusta, porém, tornou-se mais aventureira. A bolha dianteira cresceu sete centímetros e a área de bagagem e porta-objetos teve capacidade expandida de 21 para 22 litros. A NC também recebeu o upgrade frontal e traseiro com LEDs.

Outra aventureira, a VRF1200X Crosstourer, também teve mudanças em sua bolha. Mas, no caso, ela foi totalmente trocada por outro tipo de peça, de ajuste mais fácil para o motociclista. A Crosstourer passará a contar com um ponto de energia de 12V e mais três níveis de condução do câmbio de dupla embreagem. As cores tradicionais para o lançamento ainda não foram divulgadas, mas a Honda já afirmou que haverá coloração de edição especial.

Os novos modelos deverão chegar ao mercado brasileiro no decorrer do próximo ano. Os lançamentos, em outros países, serão no final de 2015.

Bruno Klein





CONTINUE NAVEGANDO: