A nova Honda CB 650R traz mudanças e um estilo mais retrô, com um charme das motos dos anos 60.

A Honda CB 650R chega com muitas novidades e foi uma das maiores sensações do Salão de Milão 2018 (Eicma) e o lançamento mais aguardado da montadora. Essa bela máquina já está à venda no mercado dos Estados Unidos por cerca de R$ 35 mil, sem despesas de frete. O que é quase o valor da CB 650F, que sai a R$ 34,9 mil aqui no Brasil. E isso com certeza é muito importante para acelerar a sua chegada aqui no Brasil. Os amantes de duas rodas brasileiros já estão na expectativa.

A Honda não fez feio com a apresentação dessa máquina e agora vamos revelar para você as principais características da CB 650R.

Design e Estilo:

A CB 650R é NSC, ou seja, é Neo Sports Café. O que é isso? Essa é a nova identidade que a Honda escolheu para sua linha naked. As CB 125, 300 e 1000R já vieram com esse estilo retrô. A proposta desse estilo é trazer o charme das motos Honda da década de 60. E isso se vê nos detalhes como o clássico farol redondo. Mas ao mesmo tempo tem um toque de modernidade como a luz LED do conjunto ótico dianteiro. A CB 650R é bem parecida com sua irmã maior, a nova CB 1000R. Perceba as semelhanças:

· Mínimo de carenagem

· Motor e saída de escapamento à mostra

· Inclusive faróis, lanternas e até painel muito parecidos

· Painel de instrumentos da 650 inspirado na 1000R, com LCD da Sharp

· Peak Hold que traz informação para o pico de rotações do motor

· Indicador de posição e de troca de marcha e demais informações

Trocou uma letra, mas a mudança é significativa. Entenda porquê:

Engana-se quem pensa que essa mudança de 650F para 650R é apenas estratégia de vendas. Não meu amigo, o F vem do inglês fun, que é divertido ou uma moto pensada mais para o lazer. E o R vem do inglês Racing, cuja tradução é corrida. Isso mesmo, a Honda quis marcar a nova veia da linha que passa a ser mais esportiva.

E quais mudanças comprovam essa nova direção mais agressiva? Primeiro um motor mais potente e depois a posição de pilotagem. A posição do apoio para os pés ficou mais para atrás, com recuo da pedaleira de cerca de 3,3 centímetros. O guidão cônico de 21,9 polegadas foi reposicionado 12,7 cm para frente e 0,7 cm para baixo. Somente a altura do assento é a mesma da CB 650F. Já o motor ganhou agora 95 cavalos de potência máxima a 12.000 rpm, aproximando-se ao ícone da Honda, o Honet e seus 100 cavalos de potência. É muita aventura.

E mais: Para tornar o modelo mais ágil o peso da moto ficou quase 5kg mais leve que a 650F. O chassi tipo Diamont passou a ter placas de articulação do braço oscilante pressionadas, em vez das antigas que eram forjadas. E isso resultou em 4,2 quilos menos peso que a anterior.

Ficha técnica CB 650R 2019:

Motor:

· Tipo: Quatro cilindros em linha, refrigeração líquida; 16 válvulas; eixo duplo;

· Cilindrada: 649 cc;

· Potência máxima: 95 cv (70kW) a 12.000 rpm;

· Torque máximo: 6,4 kgf.m a 8.500 rpm;

· Transmissão: 6 velocidades;

· Sistema de partida: Elétrico;

· Diâmetro x Curso: 67,0 x 46,0 mm;

· Relação de Compressão: 11,6 : 1;

· Sistema Alimentação: Injeção Eletrônica PGM-FI;

· Combustível: Gasolina.

Sistema elétrico:

· Ignição: Eletrônica;

· Bateria: 12V – 8,6 Ah;

· Farol: LED.

Capacidade:

· Tanque de combustível/Reserva: 15,4 litros.

Dimensões:

· Comprimento x Largura x Altura: 2130 x 780 x 1075 mm;

· Distância entre eixos: 1450 mm;

· Distância mínima do solo: 150 mm;

· Altura do assento: 810 mm;

· Peso seco: 202 kg.

Chassi:

· Tipo: Diamond Frame;

· Suspensão dianteira/Curso: Garfo tombado, 41 mm, Showa SFF ajustável / 120 mm;

· Suspensão traseira/Curso: amortecedor ajustável, Braço oscilante de alumínio; / 128 mm;

· Freio dianteiro/Diâmetro: A disco / 310 mm (ABS);

· Freio traseiro/Diâmetro: A disco / 240 mm (ABS);

· Pneu dianteiro: 120/70 – 17M/C;

· Pneu traseiro: 180/55 -17M/C.

Por Cristina dos Santos

Honda CB 650R 2019


A nova Thruxton R trouxe muitas novidades em design e no desempenho. A fabricante Triumph não economizou em beleza e em tecnologia.

A marca

A Triumph é uma fabricante de motocicletas britânica presente no Brasil e em outros 12 países. Unindo tradicionalismo e modernidade, desde sua criação, a Triumph investiu em exclusividade, contrariando o modelo comercial vigente, que prezava pela fabricação de veículos em larga escala. Ou seja, a Triumph apostou na qualidade desde o início. Por isso, a fabricante, que comemorou o centenário em 2002, conquistou a admiração e o gosto do público. Seus modelos de alto padrão caíram na graça dos apreciadores ao redor do mundo e estão entre os "top" de vendas.

A nova Thruxton R foi lançada no Brasil em setembro e trouxe muitas novidades em design e no desempenho. A fabricante não economizou em beleza e em tecnologia. Confira as principais características da motocicleta.

A entrada USB como funcionalidade pode comprovar que é possível unir o útil ao que há de mais agradável em termos de tecnologia. O sistema antibloqueio variável dos freios ABS é outra funcionalidade que promete oferecer um maior controle.

A experiência do acelerador foi otimizada com o sistema eletroeletrônico RIDE-BY-WIRE, garantindo maior segurança e minimizando o tempo de resposta da aceleração. Esse mesmo sistema está interligado às três opções de pilotagem, possibilitando que o usuário escolha entre os modos estrada, chuva e esportivo. O controle de tração comutável é outra função do sistema RIDE-BY-WIRE, e tem a finalidade de melhorar o fornecimento de torque da Thruxton R.

A embreagem deslizante da Thruxton R proporciona um toque mais leve, facilitando a condução e proporcionando maior comodidade nas viagens longas, pois reduz o esforço do condutor.

O mostrador de funções da Thruxton R foi duplicado e apresenta um sistema digital que pode ser acionado facilmente por botões acoplados ao guidão, garantindo um rápido acesso às principais funcionalidades.

O imobilizador da Thruxton R agrega mais segurança à motocicleta. Ele evita que a Thruxton R seja ligada sem a chave correta.

O quesito design também foi repensado. O farol redondo deixou a com um visual bastante sofisticado. Já as lanternas traseiras em LED diminui significativamente o consumo de energia e acrescenta mais durabilidade à bateria.

Motor

A Thruxton apresenta orgulhosamente seu motor de 1200 cc cilindradas, oito válvulas e alto desempenho. Com nada menos que seis marchas, o motor é alimentado por carburadores de duplo corpo e o torque máximo massivo é de 112 Nm debitado as 4950rpm. A versão anterior tinha um desempenho 62% menor neste quesito. Visualmente parecido com o motor da Thruxton Bonneville, o motor da Thruxton R foi elaborado com o que há de mais atual. Seu escape de silenciador cônico e ponteira invertida cônica proporciona um agressivamente eletrizante, como caracteriza a montadora.

O sistema de refrigeração líquida do motor foi elaborado com o intuito de economizar combustível e diminuir a emissão de gases poluentes ao mesmo tempo.

Acessórios

Com mais de uma 160 acessórios disponíveis, a Thruxton R pode ser personalizada de acordo com o gosto do usuário. Peças da carenagem, escape e traseira podem ser facilmente modificadas, adicionando ainda mais estilo à motocicleta. Além disso, os usuários podem optar pelos kits já prontos, o "Track Racer" e o "Café Racer".
O kit "Track Racer" reúne uma gama de acessórios para motos de competição. Entre os acessórios do kit "Café Racer" estão o para-brisas curto fumê e braçadeira cabedal do tanque de combustível, entre outros.

Chassi

Com suspensão de alto rendimento regulável, barras de encaixe por pressão e roda de 17 polegadas na frente, a Thruxton R promete uma experiência inesquecível ao condutor.

Outras características

A nova Thruxton R está disponível nas cores cinza, preto fosco e vermelho, possui comprimento de 2.105 milímetros e pesa cerca de 203 kg. A potência da motocicleta é de 97 cv a 6.750rpm. Possui partida elétrica, sistema de alimentação por injeção eletrônica e embreagem multidisco banhada a óleo. Motor de oito válvulas com dois cilindros paralelos. Freios dianteiros com discos duplos e traseiros com discos simples. O tanque de combustível tem capacidade para 14,5 litros

Por Katia da Silva

Triumph Thruxton R 2018

Triumph Thruxton R 2018


Este novo modelo foi elaborado e devidamente projetado para rodar em todo tipo de vias urbanas nas grandes cidades.

A Honda é uma das montadoras internacionais de maior prestígio no mundo. Todo ano suas estreias estão entre as mais bem sucedidas. O novo lançamento está por conta da motocicleta intitulada X-Blade 2018. A primeira e nítida impressão que se tem, quando se está diante desse modelo, é a sua robustez, a sua sofisticação e a sua intensa agressividade, como se um portal se abrisse de um futuro longínquo lançando ao tempo presente um veículo avançado, que se tornará verdadeira vanguarda no segmento. Esses são os adjetivos que se enquadram precisamente na definição deste novo lançamento da Honda, no que se refere a motos muito velozes.

O modelo inédito X-Blade 2018 estreou, com todo o seu belo porte e com toda a exclusividade, em um evento na Auto Esporte 2018, localizado no continente asiático, no seio da Índia. Assim que foi tornada pública, imediatamente foi alvo dos maiores especialistas em sites de motos. É tradicional, na companhia japonesa em questão, estar sempre produzindo motos de alto desempenho, com alta robustez, mantendo sua fama e crédito internacional no mercado mundial.

De acordo com o que foi anunciado ao longo de todo o evento, por iniciativa dos executivos da empresa, este novo modelo foi elaborado e devidamente projetado para rodar em todo tipo de vias urbanas nas grandes cidades. A nova mecânica foi estruturada em base totalmente similar à da mesma moto brasileira, sendo que chegará ao mercado com diversas modificações instaladas, no sentido de proporcionar maior potência ao X-Blade 2018. Portanto, já que um modelo de moto com maior robustez e design esportivo não se articula com um motor de baixa velocidade, os responsáveis pelo projeto decidiram ousar.

Entre os seus atributos estão: um motor com força de 162 cilindradas; possui uma arquitetura inspirada em um modelo anterior produzido pela companhia, a versão oriental CB 160 Hornet, tornando-se um tipo de moto mais parruda, portando alterações muito significativas em seu porte estético; está equipada com um tipo de carenagem nos faróis, causando a impressão de superioridade e de sublimação, além de muito mais charme; possui lanternas traseiras em estilo luz de LED; as suas rodas são de liga leve e está munida de um dispositivo silenciador no escapamento de tipo duplo esportivo; aparelhada com freios em sistema de CBS; vem com um painel inteiramente digitalizado, com um indicador luminoso da marcha utilizada, embutido; o modelo de pneu utilizado é sempre o mais largo, em torno de 130 mm; aparelhada com um novo para-choque de tipo Hugger e possui suspensão que funciona em monochoque.

É muito importante ressaltar que este novo modelo está agendado para comercialização em concessionárias da Índia, embora ainda não tenha sido estipulada uma data definitiva, sendo que, a princípio, a estreia ocorra no próximo mês de março, 2018. Em território nacional ainda não há previsão de vendas. Entretanto, as alterações incorporadas na Honda X-Blade 2018, com atributos do modelo produzido no Brasil, rendeu, entre os especialistas do ramo, uma acunha divertida para essa moto: nova ‘CG Bombada’.

Embora a sua estreia oficial no mercado esteja muito próxima, a companhia Honda, como sempre, decidiu manter em sigilo o preço final deste novo modelo em relação ao consumidor. Os especialistas de plantão, refletindo muito a respeito dessa situação, levando em conta os consumidores indianos (os primeiros que irão desfrutar dessa motocicleta), estipulam que a faixa de preços vai girar em torno de, mais ou menos, 80 mil rúpias. Ao converter esse valor para a moeda do Brasil, a nova Honda X-Blade 2018 poderá custar ao bolso do consumidor em torno de 4.000,00 reais. Mas, esse valor seria muito improvável em se tratando de um modelo desse porte a ser comercializado em solo brasileiro. Para mais informações e atualizações acesse o site: https://www.carrobonito.com/2018/02/20/honda-x-blade-2018-novidades-e-lancamento.

Por Paulo Henrique dos Santos

Honda X-Blade 2018


A Honda SH 150i 2018 é uma moto com muita tecnologia e conforto.

A Honda SH 150i 2018 é uma moto maravilhosa que promete encantar a todos os seus usuários. Pois ela possui peças bem modernas e que a tornam uma máquina potente e ao mesmo tempo muito segura.

Conhecendo alguns detalhes da Honda SH 150i 2018

A Honda SH 150i é uma moto muito confortável, ela possui o assoalho plano e que deixa o usuário mais confortável, facilitando na hora de pilotar. Essa característica é um dos detalhes positivos desse modelo. Ela possui o design bem moderno e é totalmente encantadora. Quem gosta de moto vai se apaixonar por esse modelo. Ela ainda possui partida sem chave, rodas aro 16 polegadas, freios ABS e acabamento bem moderno.

O que os futuros usuários podem esperar dessa moto?

A Honda SH 150i 2018 tem toda uma estrutura bem moderna, e a marca pensou justamente em criar esse impacto positivo em seus futuros consumidores. Ela tem potência, modernidade, conforto e segurança, e essa junção faz com que ela seja uma ótima referência nesse mercado.

Veja os detalhes sobre o motor dessa moto

Como já foi dito anteriormente, o motor da Honda SH 150i é potente e não vai ser insuficiente, veja os detalhes logo abaixo:

– Tipo: OHC. Monocilíndrico, 4 tempos, arrefecimento líquido

– Tem transmissão: Tipo CVT

– Sistema de partida: Elétrico

– Cilindrada: 149,3 cc

– Diâmetro x Curso: 57,3 x 57,9 mm

– Combustível: Gasolina

– Sistema de alimentação: Injeção eletrônica PGM-FI

– Torque máximo: 1,40 kgfm a 6.250 rpm

– Relação de compreensão: 10,6.1

Conhecendo as dimensões e capacidades dessa moda

A Honda SH 150i 2018 é uma moto bem compacta e confortável, se analisarmos com cuidado, essa moto é do tamanho ideal para pilotar, suas medidas são perfeitas, veja abaixo:

– Comprimento x largura x altura: 2026 x 740 x 1158 mm

– Distância mínima do solo: 146 mm

– Distância entre s eixos: 1340 mm

– Tanque de combustível/ reserva: 7,5 litros

– Óleo do motor: 0,9 litro

– Altura do assento: 799 mm

– Peso seco: 129 kg

Moto com sistema elétrico moderno

O sistema elétrico dessa moto é top de linha, ela conta com as seguintes funções:

– Ignição eletrônica que traz facilidade para o motorista

– Bateria: 12V – 5 Ah que é uma ótima bateria e funciona com potência

– Farol: Essa moto possui farol de LED que ajuda na hora de pilotar e ainda da um charme ao visual externo da moto

Informações sobre o Chassi dessa moto

As informações do chassi da moto são bem importantes, então vamos falar um pouco sobre eles:

– Pneu dianteiro: 100/80- 16

– Pneu traseiro: 120/80- 16

– Tipo: Monobloco (underbone)

– Suspensão dianteira/curso: Garfo telescópico/100/90 mm

– Suspensão traseira/curso: Dois amortecedores /95/80 mm

– Freio dianteiro/Diâmetro: A disco /212,76 mm/240 mm

– Freio traseiro/Diâmetro: A disco /207 mm/240 mm

Valor da Honda SH 150i 2018

Muito se fala a respeito do valor de qualquer moto que vai ser lançada e não seria diferente com a Honda SH 150i 2018. Seu valor de mercado está dentro das expectativas e custa aproximadamente R$12.450,00. É um ótimo valor para quem deseja ter uma moto moderna, potente e segura.

Veja as cores disponíveis para essa moto

Outra curiosidade bem comum a respeito dessa moto são as suas cores de fábrica, e elas são: prata fosca, azul escuro perolizado e azul claro perolizado. Elas são tão lindas e modernas que fica difícil escolher uma só.

Quais as expectativas da marca para esse novo lançamento?

A marca prioriza mostrar a seus futuros usuários que essa moto é inovadora, e tem tudo que o condutor realmente espera. Eles acreditam que a Honda SH 150i 2018 será um grande sucesso de venda.

Essa é uma moto que vale apena investir!

Por Cristiane Amaral

Honda SH 150i 2018


Confira as características e novidades da nova BMW K 1600 Bagger.

Inspirado no conceito 101, um estudo de design de 2015 da Roland Sands e BMW Motorrad, a nova BMW K 1600 Bagger é baseada no modelo K 1600 GT sport tourer que ganhou o Prêmio Rider's Motorcycle of the Year em 2012, feito exclusivamente para os Estados Unidos. Infelizmente, diferente da Concept 101, os painéis de sotaque de madeira não entraram em produção, mas grande parte da BMW K 1600 Bagger é fiel à inspiração original.

Conheça os itens da BMW K 1600 Bagger

Em comparação com o GT, a BMW K 1600 Bagger tem um para-brisas mais curto, um guiador tubular, alforjes mais longos e mais estreitos com luzes traseiras, com LED integradas e silenciosos de cromo tipo howitzer, que são horizontais em vez de inclinados para cima.

Já para dar à BMW K 1600 B o perfil adequado do bagger, o subtrama traseiro e o assento do passageiro foram reduzidos em 2,8 polegadas. Por outro lado, o modelo traz um novo para-lama traseiro, que se dobra para facilitar a remoção da roda traseira.

A altura do assento do piloto é de 30,7 polegadas, versus 31,9 / 32,7 polegadas no GT, e um assento opcional sem custo é de apenas 29,5 polegadas. A suspensão também é menor no bagger, mas ainda há 4.5 / 4.9 polegadas de frente e traseira.

Tecnologia e inovação à altura da marca alemã BMW

Mas as novidades não param por aí, a nova BMW K 1600 Bagger também é carregada com tecnologia de ponta. O equipamento padrão inclui modos de condução (Dynamic, Road e Rain) que ajustam automaticamente de acordo com a resposta do acelerador. A saída de torque e a intervenção pelo controle de tração dinâmico, são adaptáveis ao ângulo de inclinação e o ABS Pro é otimizado de forma semelhante.

Já o modo Dynamic ESA (Electronic Suspension Adjustment) tem dois modos: Road para todas as condições e Cruise para uma conformidade mais suave, modo que ajusta automaticamente o amortecimento.

Outras características padrão da nova BMW K 1600 Bagger também incluem faróis de xenônio, autonivelantes, alças aquecidas e assento, controle de cruzeiro, o Multi-Controller, um computador de bordo e soquetes de alimentação dupla.

O modelo também incluiu pacotes Premium e Touring, adicionando fechaduras centrais de alforjas, luzes auxiliares de LED, alarme antirroubo, sistema de monitoramento de pressão de pneus, farol adaptativo que aponta para cantos, Hill Start Control, Gear Shift Assistant Pro para acionar a embraiagem, deslizando para cima e para baixo. Também possui Keyless Ride, Bluetooth, um sistema de áudio e preparação de GPS. Há também Reverse Assist, que usa uma engrenagem helicoidal, função que escorre o motor de arranque para fornecer inversão de baixa velocidade para auxiliar no estacionamento.

E quando parece que acabaram as surpresas, a BMW K 1600 Bagger também possui, ainda, dois recursos, que por muitos são considerados traços de gênio, ambos debutados no K 1600 GT / GTL em 2012.

Um dos recursos é a roda Multi-Controller no punho esquerdo, o que torna tão fácil percorrer os menus e fazer as mudanças que os pilotos são muito mais propensos a tirar proveito das muitas configurações disponíveis. O outro é o defletor de ar winglets de cada lado do carenado dianteiro, que pode ser girado para fora, para direcionar o fluxo de ar para o cockpit. Estes são os tipos de detalhes que elevam a BMW K 1600 Bagger do bom ao excelente, o que facilita, e muito, a vida dos pilotos.

O modelo também possui um conjunto de malas totalmente redesenhado, o que deixa com um ar mais moderno, elegante e compacto.

Valor da BMW K 1600 Bagger

Com tanta tecnologia inclusa, o modelo não poderia ser barato. A BMW K 1600 Bagger não sai por menos de US$ 20.000 – (cerca de R$ 63.000). Uma opção bem interessante, mas que pode conquistar o consumidor. Afinal de contas, a atração da queridinha alemã está no motor, tecnologia e no seu alto estilo.

Para mais informações e especificações, acesso ao site da fabricante alemã: www.bmwmotorcycles.com/us/en/index.html.

Por Cassiany de Paula

BMW K 1600 Bagger


Modelo é potente e tecnológico. Confira as suas especificações.

A BMW apresentou uma versão atualizada do Tourer de luxo, a K 1600 GTL. Em 2012, o ano modelo em que foram introduzidos no mercado, a BMW K 1600 GT e o GTL compartilharam o Prêmio Motocicleta do Ano do Rider, em virtude dos novos níveis de performance e sofisticação, o que trouxeram mais destaques para o turismo esportivo e segmentos de turismo de luxo.

Conheça as especificações da BMW K 1600 GTL

Diferentemente, principalmente em termos de posição de assento, tamanho, forma do para-brisas e a presença de um tronco superior, no GTL, a fabricante alemã compartilhou um mecanismo de 6 cilindros, em linha, que produz uma força de 160 cavalos e um torque de 129 lb-ft.

Segundo informações divulgadas pela empresa alemã, o motor da potente das estradas foi produzido de forma mais compacta, dentre as motos de mais de 1.000 cm³. Na estrada, o modelo BMW K 1600 GTL pode atingir a velocidade máxima de 200 km/h. Ainda de acordo com dados divulgados pela BMW, a velocidade atingida pela potência do motor é mais que o suficiente para rodar as terras brasileiras.

Assim como no GT e B, os novos conversores catalíticos e o gerenciamento de motores atualizados permitem que o motor do K 1600 GTL seja compatível com Euro4 sem perda na saída reivindicada.

Controle de tração

O modelo ainda permite três modos de condução: Road, Dynamic e Rain adaptam a resposta do acelerador às condições de condução e ajustam automaticamente a configuração de Controle de Tração Dinâmica.

O que tem de diferente no modelo, é o ESA dinâmico, que ajusta automaticamente o amortecimento da suspensão e oferece dois modos, Estrada e Dinâmico.

A BMW K 1600 GTL também possui equipamento padrão, que inclui ABS Pro, farol de xenônio, alças aquecidas e assentos, Multi-controlador, controle de cruzeiro e alforjes removíveis e malha superior.

As novas opções também incluem Reverse Assist, uma engrenagem reversa que é engajada usando um botão no guidão esquerdo e controlada usando o botão de partida e Shift Assistant Pro, o que permite deslocamentos e downshifts sem embraiagem.

Outras opções incluem o farol adaptativo, Keyless Ride, Hill Hold Control, fechaduras centrais, rodas forjadas e uma linha completa de acessórios, que torna o modelo ainda mais atraente para o consumidor.

Em questão de estilo e modernidade, a nova BMW K1600 GTL inclui novos painéis laterais, defletores de deslizamento maiores, novos defletores de vento, para proteger as mãos do piloto, espelhos redesenhados, maiores e inserções esféricas, e protetores de pés, redesenhados, e compartimentos de armazenamento mais baixos.

Modelo top de linha

O modelo também pode ser encontrado em novos esquemas de cores, que incluem: Lightwhite não metálico, Thundergrey metálico e K 1600 GTL Elegance (Ebony metallic e Blackstorm metallic).

Diante de tanto desempenho, potência e tecnologia, as vendas da BMW K 1600 GTL saem no Brasil pelo valor de R$ 124.500, o que a considera a moto uma das mais caras da empresa.

Disponível em várias cores, o modelo é top de linha da fabricante alemã. Suas características exclusivas à modernidade e som integrado, a BMW K 1600 GTL foi feita exclusivamente para estradas e longas viagens.

Curtindo o som da BMW K 1600 GT

O sistema de som integrado possui sincronização via bluetooth, o que é exclusividade da top de linha. No Brasil, o consumidor pode encontrar a versão completa do modelo GTL, já em outros países como na Europa, é possível encontrar o modelo somente com o dispositivo de GPS. O modelo vem com espaço para instalação, mas não inclusa.

Para viagens e longos passeios, o sistema de som rouba a vez. O modelo ainda é acompanhado de três malas que facilitam, e muito, a vida do condutor. Os acessórios, ainda, podem ser removidos de acordo com o desejo do consumidor.

Para mais informações e especificações, assim como modelos, séries e detalhes, acesse o site da fabricante alemã BMW pelo site: www.bmw-motorrad.com.br.

Por Cassiany de Paula

BMW K 1600 GTL


A Ducati Multistrada 1260 apresenta muitas características interessantes que a fazem concorrer ao título de um dos melhores lançamentos mundiais no setor de motocicleta.

Uma das montadoras de motocicletas mais conhecidas do mundo é a Ducati. Criada no final dos anos 20, mais precisamente, em 1926 na cidade de Borgo Panigale Bologna, na Itália. A fábrica teve seu início de forma inusitada, pois, os seus primeiros produtos eram rádios. Alguns anos depois, a empresa mudou seu ramo de fabricação e começou a produzir motocicletas. Em mais nove décadas de atuação no mercado internacional, a empresa italiana conseguiu provocar profundas transformações no mercado de motocicletas, pois, hoje a entidade que fabricou a primeira moto com 250 cilindradas no ano de 1960, tornando-se assim a motocicleta mais rápida do mundo.

Em todos esses anos desde a sua fundação, a Ducati serviu como inspiração para as outras montadoras, por investir em mão de obra muito especializada para fabricar seus produtos e peças. E por investir muito dinheiro em tecnologia para o desenvolvimento de suas motocicletas. Os produtos da entidade italiana são comercializados em muitos países nos mais diferentes continentes e a empresa é uma das líderes do mercado de motocicletas no planeta. Um outro fato relevante a respeito de sua história é que há cerca de cinco anos, mais precisamente, em 2012, a Ducati foi comprada pelo grupo Audi, um dos maiores grupos de produção automobilística do mundo.

A cada anúncio de um novo lançamento da Ducati despertam interesse nos apaixonados por motos. Pois, todos sabem que um grande produto vai estar disponível no mercado e ele vai ser capaz de atrair atenção do consumidor, além da mídia especializada e de outras montadoras. Um dos lançamentos mais recentes do grupo italiano foi a Ducati Multistrada 1260. A Multistrada é uma das famílias de motocicletas da Dulcati. Essa linhagem faz muito sucesso desde o seu lançamento há alguns anos atrás. Prova disso, é o seu número de vendas, que é sempre muito expressivo.

Falando especificamente da Ducati Multistrada 1260 ela apresenta muitas características interessantes que a fazem concorrer ao título de um dos melhores lançamentos mundiais no setor de motocicleta.

Primeiramente vamos falar sobre o design da Ducati Multistrada 1260. Essa moto apresentada é um modelo considerado esportivo, ótimo para viagens em qualquer lugar, desde grandes metrópoles a lugares mais vazios e sem tanta habitação. Ela é um modelo mais alto, o que poderia gerar um desconforto para o condutor e para o passageiro, Entretanto, o seu banco está mais confortável tornando a viagem mais agradável.

Ela pode ser encontrada em diferentes tonalidades como: em vermelho, preto, branco (todas cores dominantes) e em mescla dessas cores, todas as tonalidades são metálicas.

A Ducati Multistrada 1260 ainda apresenta um bagageiro que foi reformulado para que este item possa caber mais pertences. O seu painel também sofreu algumas alterações, ele agora é todo em LED e funciona como um verdadeiro computador de bordo. Apresentando informações muito mais precisas e de forma muito mais fácil. Informações como: relógio, quantidade de combustível, tipo de condução, dentre outras informações.

A Ducati Multistrada 1260 apresenta o motor Testastretta DVT com 158 cavalos, o que confere para ela uma boa performance nas pistas. Ela ainda conta com uma suspensão eletrônica semi – ativa, discos de freio. O seu para-brisa também foi modificado, agora ele é produzido em fibra de carbono, o que torna este item ainda melhor, já que ele está menos pesado.

Ainda não se tem uma data definida de quando o produto chega ao mercado internacional e nem o nacional. A empresa italiana também não divulgou qual será o preço da Ducati Multistrada 1260. Lembrando que o preço dela pode variar de acordo com o gosto do cliente, que pode incluir ou retirar itens.

Se você quer saber mais informações a respeito da Ducati Multistrada 1260, acesse o endereço eletrônico da marca que é o: www.brasil.ducati.com/index.do.

Por Isabela Castro

Ducati Multistrada 1260


A nova moto esportiva vai deixar de lado o motor bicilíndrico e inovar com o motor de 4 cilindros em V de 1.103 cm³ que rende 214 cv e 12,4mkgf.

A Ducati já é uma marca italiana renomada no mercado de motos e vai lançar seu novo modelo que é a Ducati Panigale V4. Esse novo lançamento promete grandes mudanças e trazer a modernidade encima de 2 rodas.

Ducati Panigale V4 promete quebrar paradigmas

O novo lançamento da Ducati vai inovar trazendo uma grande mudança em seu novo modelo. A nova moto esportiva vai deixar de lado o motor bicilíndrico e inovar com o motor de 4 cilindros em V de 1.103 cm³ que rende 214 cv e 12,4mkgf. Ela também tem o sistema desmodrômico de válvula, que já é padrão da marca e vai ser mantido nesse novo lançamento. E essa é a primeira vez que essa estrutura de propulsor é usada em uma moto de linha italiana.

Conheça os itens de série da Ducati Panigale V4

O pacote de itens desse lançamento é sensacional e muito animador e nele contém:

Quickshift (que é o sistema que troca de marcha sem precisar movimentar o manete de embreagem) que é usado para subir e descer marchas e tem três modos de condução que são rua, corrida e sporte.

Freios ABS de curva

IMU que é a unidade de medição inercial é de série e tem 6 eixos que leem a velocidade, mudanças de direção e a inclinação da moto para garantir a entrega certa de potência na roda traseira e também faz a aplicação de força do ABS ou controle de tração.

Existe uma versão da Panigale V4 mais completa

O que algumas pessoas não sabem sobre a Ducati Panigale V4 é que existe uma versão mais completa dela, que é a Panigale V4 S que contém amortecedores Öhlins NIX-30 na parte da frente e TTX36 na parte de trás e também na direção semiativas com ajuste eletrônico bateria de Íon de lítio e rodas de alumínio forjado. Essa nova versão foi desenvolvida principalmente para as pistas, e ainda foi adicionada a ele o para-lamas de fibra de carbono, pedaleiras ajustáveis, banco revestido de alcantara e escapamento de titânio da Akrapovic, que vai elevar a potência para 226 cv. Essa nova versão é indicada para quem vai competir e precisa de uma máquina completa, que traz velocidade, estabilidade e segurança em uma única moto.

Design arrojado e encantador

A Ducati Panigale V4 é uma moto robusta e que chama a atenção por onde passa. Ela é ideal para pessoas que gostam de ter uma máquina grande, atrativa e potente. Ela se enquadra na categoria esportiva e por isso é indicada para diversos tipos de competições. Ela veio para deixar seu nome registrado através de toda sua potência.

Panigale V4 vem para substituir a versão Panigale 1299 S

A Panigale V4 não é qualquer moto ou mais um novo lançamento. Ela vem para substituir outra máquina bem potente que é a Panigale 1299 S. isso já mostra que essa moto vem para impressionar até os mais conhecedores de motos do mundo. A versão da Panigale 1299 S é uma máquina muito conceituada e que possui 205 cavalos, o que a torna muito potente. Por essa razão já podemos esperar uma máquina para ninguém colocar defeito.

Apresentação à altura da marca e da grande máquina

Para a apresentação da Panigale V4 foram convocados os pilotos da MotoGP, e isso já mostra a grandiosidade desse lançamento tão esperado. Os pilotos que participaram dessa apresentação foram o Andrea Dovizioso e Jorge Lorenzo. Porém, quem teve o privilégio de entrar no palco pilotando essa maravilhosa máquina, foi o australiano Casey Stoner, que foi campeão mundial em 2007 em Ducati.

Valor da Panigale V4

Essa é uma das informações mais esperadas desse lançamento, e ela vai custar o equivalente a R$ 107.000,00. É claro que o valor pode ser considerado alto para uma moto, mas, ela não é uma simples moto. É uma máquina de competição e muito potente. Além de ser um lançamento.

Ainda não existe uma data para o lançamento da Ducati Panigale V4, o que se sabe é que será lançada em 2018. Em quanto isso o que nos resta é aguardar!

Por Cristiane Amaral

Ducati Panigale V4


A BMW F 850 GS é uma big trail de média cilindrada que funciona muito bem tanto em estradas asfaltadas como em estradas não asfaltadas.

Durante o Salão de Milão, a BMW apresentou diversas novidades que vão aquecer o mercado no próximo ano e fazer os olhos dos amantes de motos brilharem. Uma das novidades é a nova linha GS e um dos modelos que vem compondo essa linha é a BMW F 850 GS, uma big trail de média cilindrada que funciona muito bem tanto em estradas asfaltadas como em estradas não asfaltadas.

Em relação ao design, possui um visual que é robusto e imponente, feito com uma estrutura de aço tubular é ideal para a prática de off road. Conta com um painel de instrumentos que possui iluminação laranja que ascende automaticamente quando está em um ambiente escuro e com um display digital com tela TFT de 5,5 polegadas contendo todas várias informações necessárias como indicadores de marcha engatada, temperatura do motor, nível do combustível, informações sobre o tanque e hodômetro total e parcial. Também está equipados com conta giros, velocímetro, cronômetro, relógio, e saída 12V para acessórios e faróis de LED. A série conta ainda com bancos de assentos com alturas diferentes, comandos de punho de fácil usabilidade, controle de tração ASC, entre outros.

Vem com um sistema eCall da BMW instalado na moto, que funciona por satélite, permitindo que o piloto consiga pedir ajuda e seja rastreado em caso de algum acidente.

O motor bicilíndrico de 853 cm com potência de 95 cv, quatro tempos, arrefecimento líquido, seis marchas, discos dianteiro duplo e disco traseiro simples, rodas com raios, garfo dianteiro invertido, suspensão com ajuste eletrônico, ABS acompanhado pelo controle automático de estabilidade da BMW, pneu de 12 polegadas.

Veja abaixo a ficha técnica:

Ficha técnica da BMW F 850 ​​GS 2018

MOTOR

Tipo: Arrefecido a água, duplo cilindro, 4 tempos, dois eixos de cames na cabeça do cilindro, lubrificação por cárter seco e 4 válvulas por cilindro.

Diâmetro x curso: 84 mm x 77 mm

Cilindrada: 853 cc

Potência de: 95 cv a 8 250 rpm

Torque máximo: 92 Nm a 6.250 rpm

Taxa de compressão: 12,7: 1

Controle de mistura e gerenciamento de motores Injeção eletrônica, tubo de sucção, gerenciamento de motores BMS-M

Controle de emissão Conversor catalítico regulado, de três vias

BENEFÍCIOS E CONSUMO

Velocidade máxima: +200 km / h

Consumo por 100 km a uma velocidade constante de 90 km / h ND l

Consumo por 100 km a uma velocidade constante de 120 km / h 4.1 l

INSTALAÇÃO ELÉTRICA

Alternador trifásico de 416W

TRANSMISSÃO

Embreagem multi-disco em banho de óleo, acionada mecanicamente.

Caixa de velocidades Seis velocidades de consumo constante, integradas no cárter.

Transmissão Corrente contínua com O-rings e amortecedor anti-choque no cubo traseiro.

QUADRO e FREIOS

Moldura de aço monocasco de quadro, motor de rolamento

Roda dianteira e suspensão Forquilha reversa, Ø 43 mm

Roda traseira e suspensão Braço oscilante de dois braços em alumínio

Curso das suspensões dianteira / traseira 204 mm / 219 mm

Distância entre eixos: 1.593 mm

Avançar 126 mm

Ângulo da direção: 28 °

Pneus radiais de pneus

Medição da frente: 2.15 × 21 "Medição traseira: 4,25 × 17 "Pneu dianteiro: 90/90 – 21 Pneu traseiro: 150/70 – 17

Travão dianteiro Duplo disco 305 mm, pinça flutuante de duplo pistão.

Travão traseiro Um disco de 265 mm, pinça flutuante de pistão único.

ABS BMW Motorrad (destacável)

DIMENSÕES E PESOS

Comprimento 2,305 mm

Largura (com retrovisores) 922 mm

Altura do assento no vácuo 860 mm (assento baixo: 815 mm)

Peso seco 229 kg

Capacidade do tanque 15 l

Por Lorena Ruiz

BMW F 850 GS


Moderna e em modelo único, a moto faz parte da classe retrô, inspirada na década de 1970.

A Kawasaki revelou a sua mais nova aposta para mercado, a Z900RS. Moderna e em modelo único, a moto faz parte da classe retrô, inspirada na década de 1970, com referência as linhas clássicas da Z1, e com base no modelo Z900.

Ao invés de simplesmente dar um novo estilo ao modelo retro Z900, o Kawasaki introduziu uma série de mudanças, significativas, sob o design. Essas mudanças incluem um motor retomado e um chassi totalmente redesenhado.

Motor

Segundo a fabricante, motor quatro cilindros de 948 cm³em linha-quatro foi retomado para um torque mais forte de baixo a médio alcance. O pico de energia está reduzido de 125cv para 111 cv de potência máxima (a 8.500 rpm).

A primeira marcha também é mais curta do que o antigo modelo da marca, Z900, para torná-la mais difícil de parar, quando começar a mover-se. Já a sexta marcha é mais alta para vibrações reduzidas em velocidade.

De acordo com a fabricante Kawasaki, a estrutura de treliça de aço foi "completamente redesenhada" para acomodar o novo tanque de estilo, em formato de gota, o que, também, ajuda a oferecer uma posição de condução mais relaxada e mais alta do que a Z900.

Peso

Feita sob uma estrutura mais leve, com larga utilização de materiais resistentes, o novo modelo surge para substituir a icônica Z800. São apenas 210 kg que acrescentam mais estilo e charme no modelo Kawasaki. Sua posição mais baixa para a condução é determinante para uma condução mais esportiva.

Curiosamente, o Z900RS também obtém um freio dianteiro de maior especificação e a adição de controle de tração, no que poderia ser um sinal de que upgrades semelhantes estão a caminho do Z900.

Ainda de acordo com informações da fabricante Kawasaki, o Z900RS possui calipers dianteiros monobloco de quatro pistões de montagem radial, enquanto o Z900 possui uma configuração convencional de quatro pistões gêmeos.

Já como o modelo Z900, a Z900RS possui uma embreagem de assistência e chinelo, mas também se beneficia do controle de tração, que ao contrário da Z900, não possui nenhum.

O sistema KTRC oferece dois modos de equitação, um para "desempenho de equitação de esporte melhorado" e um para "negociar superfícies escorregadias com confiança".

Entre os muitos novos elementos de estilo tradicionais, estão o capot de cauda inspirado Z1 e o velocímetro e o rev-contador de estilo analógico.

Rodas

As culatras agora têm barbatanas para imitar o arrefecimento do ar e as novas rodas fundidas que possui mais raios. As jantes raiadas possuem dimensão para encaixe de uma grande variedade de pneus, que vão de modelos de pneus mais clássicos, aos mais desportivos, que são usados para eventos como Track Days.

A fabricante Kawasaki ainda afirma que a nota do escape de quatro em um, de estilo megafone, foi especialmente ajustada para um rumor profundo a baixas rotações.

Como o Z900, a Kawasaki Z900RS tem forquilhas invertidas de 41mm com amortecimento de compressão e amortecimento de recuperação, com ajuste de pré – carga de mola. O modelo ainda possui e um back – link horizontal, choque carregado com gás, com amortecimento de rebote, e ajuste de pré – carga da mola.

Cores

O modelo pode ser encontrado no mercado nas cores verde, marrom e laranja, preto ou fosco.

Lançamento

Os novos modelos da fabricante, a Z900 RS e a Ninja 400, foram apresentadas nesta última terça-feira, 14, em um evento em São Paulo, São Paulo Expo. Os novos modelos estão previstos para serem vendidos no Brasil a partir de 2018. Os valores ainda não foram revelados para vendas no país.

Já para demais especificações e outros modelos, acesse o site da fabricante Kawasaki pelo link: http://kawasakibrasil.com.br/.

Por Cassiany de Paula

Kawasaki Z900RS


Modelo será lançado no início de 2018.

Para que está buscando um novo conceito para um transporte sobre duas rodas, a nova VITPILEN 701 da montadora russa Husqvarna deverá se sobressair no mercado de motos no mundo inteiro com um novo conceito.

Lançada no último salão EICMA em Milão, a nova moto promete mostrar bastante novidades com seu novo estilo e a sua chegada aos mercados consumidores já tem data agendada: início de 2018.

Os amantes de motocicletas deverão ter algumas boas novidades com as modificações que a montadora promete entregar aos seus consumidores. Tudo isto para que ela possa se firmar cada vez mais, principalmente, a partir do ano que vem no segmento das motos feitas para rodar em estradas por um longo período.

A marca Husqvana sempre se destacou no mercado russo por seu estilo mais alternativo. Deste modo, quem procurava um conceito diferente de motocicleta que fugisse um pouco dos padrões comuns adotados pelas suas principais concorrentes como a Honda e Yamaha, mais projetadas e planejadas, ela oferece um estilo mais contemporâneo e de vanguarda.

Apesar da sua concepção sempre a frente do seu tempo, os engenheiros russos resolveram incorporar também alguns conceitos e tecnologias mais modernas, tudo em função das atuais necessidades dos seus consumidores.

Assim a nova VITPILEN 701 estreará nas concessionárias em todo o mundo trazendo algumas mudanças e adaptações em virtude do estilo de vida prático, dinâmico e moderno das grandes metrópoles mundiais.

Apesar das mudanças, alguns detalhes que poderiam passar desapercebidos foram mantidos como uma forma de manter ainda o estilo único da marca.

Neste sentido, as suas linhas de design são fiéis ao projeto original que diferencia a marca e proporciona uma experiência única ao dirigir um destes modelos. A intenção é passar para o cliente o conceito verdadeiro de “Real Street Motorcycles”.

As mudanças que podem ser notadas no seu modelo a ser comercializado no início do ano que vem começa pelo projeto de elaboração do seu quadro principal. A nova VITPILEN 701 traz esta estrutura fabricada a partir de uma liga bastante resistente feita de uma liga de aço em combinação com Cromo e Molibdênio.

Com isto, o condutor ganha em mais segurança, pois poderá ter um maior controle da motocicleta proporcionada pelo alto grau de rigidez adquirido pela combinação destes dois tipos de metais. A montagem é feita através de sistema a laser e guiada por mecanismo robótico, o que garante maior precisão e segurança na montagem.

Para que se interessa pela potência do motor, o novo modelo vem de fábrica com um sistema de injeção exclusivo de combustível e que é controlado por um dispositivo eletrônico instalado no painel da moto.

Além disto, é o sistema SEM que gerencia todo o funcionamento do motor, inclusive a quantidade exata de combustível a ser utilizada, o que proporciona uma maior economia.

Ela vem equipada com um motor de 75 Cavalos de força, o que proporciona quase 700 cilindradas de potência e um torque de mais de 6.7 rpm.

Pensando na segurança dos seus consumidores, a montadora equipou o seu modelo com sistema de freio ABS nas duas rodas e um sistema de embreagem que proporciona a troca de marchas de modo mais rápido e suavidade.

Este sistema foi desenvolvido para que a moto não perca estabilidade, principalmente, na roda traseira, o que garante ao condutor um maior controle da roda traseira e mais segurança ao realizar uma curva ou entrar para um dos lados.

Para quem ainda não conhece o modelo fabricado pela Husqvana, esta é uma chance de ter contato com um novo estilo e por que não fazer um test drive com esta novidade.

Por enquanto, a montadora ainda não informou quais as concessionárias que estarão com a motocicleta para que o público conheça e quem sabe já não saía pilotando o novo modelo. Se você se interessou, é bom saber e já ir reservando um tempo para fazer uma visita.

Por Liana Gifoni

Husqvarna Vitpilen 701

Husqvarna Vitpilen 701


Modelo alia conceito de performance e design radical e arrojado, podendo ser usada no dia a dia, finais de semana, no campo e na estrada.

A Yamaha considera a MT-09 não só uma moto de alta cilindrada de perfil naked, ela traduz um conceito de performance e design radical e arrojado, seu projeto de construção tem participação exclusiva de pilotos com o claro objetivo de trazer uma personalidade singular e única a moto e sua condução.

A Master of Torque da Yamaha, alia muita tecnologia com seu motor de alumínio em 3 cilindros trazendo potência de sobra com os seus 115cv e ronco excitante com o seu escapamento 3 em 1.

O resultado é uma moto de baixo peso, bela e esportiva, com praticidade tanto para a cidade, no trabalho e no dia-a-dia, como nos finais de semana, no campo e estradas.

Atributos e Diferenciais da Yamaha MT-09

Os principais atributos e diferencias da Yamaha MT-09 na sua versão 2018 são:

– Motor de 3 cilindros feito em alumínio, com excelentes 115cv de potência e 8,92kgf de torque fazendo dela uma das mais potentes de seu nicho

– Tecnologia embarcada em todos os quesitos, como nos freios ABS, aliás, item de série dela, controle de comportamento e performance eletrônicos em até 2 opções de variação e acelerador eletrônico.

– Peso leve e centralização da massa, fazendo o conjunto pesar apenas 191kg em ordem de marcha, com Chassi e Balança feitos em matérias nobres.

– Painel totalmente Digital, com múltiplas funções, incluindo computador de bordo, mostrador de troca de marchas, consumo e muitas outras funções.

– Uma característica exclusiva da linha MT é o seu compacto escapamento 3 em 1 que contribui para uma centralização e otimização de massa da moto, isto se traduz em manobras muito mais ágeis por parte do condutor.

Ficha Técnica

Motor de 4 tempos, 3 cilindros, refrigeração líquida, 115cv de potência máxima, torque máximo de 8,92 kgfm e câmbio de 6 velocidades.

Cilindrada de 847 centímetros cúbicos

Partida Elétrica

Transmissão primária feita por engrenagens e secundária por correntes

Combustível principal é Gasolina

Chassi tipo Diamante

Suspensão Dianteira com Garfo Telescópico

Suspensão Traseira com tipo Monocross

Pneu dianteiro medindo 120/70

Pneu traseiro medindo 180/55

Freio dianteiro duplo disco hidráulico com sistema antitravamento eletrônico

Freio traseiro com disco hidráulico com sistema antitravamento eletrônico

Altura de 1135 milímetros, Largura de 815 milímetros e Comprimento de 2075 milímetros

Peso de 191 kg

Tanque de Combustível com capacidade para 14 litros

Altura mínima de 135 milímetros e Altura do assento de 815 milímetros

Entre eixos com distância de 1440 milímetros

Acessórios

O comprador da Yamaha MT-09 pode optar também por uma vasta linha de acessórios, precisamente 28 itens, todos vendidos e detalhados no site da Yamaha, entre os principais destacamos:

Bagageiro Traseiro Prata ou Preto

Bauleto de 39 ou 50 litros

Bolsas Laterais e fixador para elas

Piscas de LED em carbono pretos ou cromados

Encostos para passageiros

Para-brisa estilizado

Suporte para utilização de Smartphone

Tomada para carregadores de 12V

Freio com Manete, Embreagem com Manete

Tanque com Protetor exclusivo

Tampas Laterais para o Radiador em um Kit personalizado

Tomadas de AR em Kit com tramas de malhas

Bolsas Internas de 39 ou 50 litros

Bolsa para Tanque

Corrente com Capa

Bolsa de Tanque com Anel e Protetor

Cores, Preço e Condições

A versão 2018 da Yamaha MT-09 esta disponível em duas cores, as metálicas Magma Red (Vermelha) e a Night Fluo (Cinza Sólida), a Yamaha oferece a moto a partir de R$ 39.770,00, não incluindo frete e seguro, ou financiada através do Consórcio Online em 60 parcelas de R$ 848,45, no Plano Premium com o crédito final de R$ 42.199,00.

Todos os detalhes desta naked com sua ficha técnica, principais características e concessionárias, podem ser conferidos no site da própria Yamaha: https://yamaha-motor.com.br/mt-09.

Por Carlos B.

Yamaha MT-09


Modelo C 400 X é o primeiro scooter de baixa cilindrada da BMW.

Cheio de charme, estilo e perfeito para ser utilizado em áreas urbanas, driblar o trânsito e chegar mais rápido, cada vez mais os scooters vem conquistando espaço e se tornando os queridinhos de muitas pessoas.

Em 2011, a BMW se iniciou na categoria scooter, e os modelos de estreia responsáveis por iniciar a marca nessa categoria foram os modelos BMW C 600 Sport e o BMW C 650 GT, ambos scooters de alta cilindrada. Porém este ano, o Salão de Milão, maior evento de motos do mundo, responsável por mostrar os novos lançamentos e tendências e é claro levar a loucura os apaixonados por motos, apresentou muita novidade nessa edição e a BMW foi responsável por uma dessas novidades, o lançamento de seu primeiro scooter de baixa cilindrada, o modelo C 400 X, inclusive a marca já prometeu que mesmo sendo de baixa cilindrada, vai manter a qualidade premium no produto.

Com lançamento previsto para 2018, o modelo possui design moderno, elegante e os faróis de LED juntamente com uma ergonomia sofisticada traz um ar meio futurista, além de ter uma boa proteção contra o tempo/clima. O painel de instrumentos conta com tela LCD multifuncional com computador de bordo, nível de gasolina, temperatura do refrigerador, lembrete de revisões, relógio de tempo, entre outras funções. Outro ponto bacana no painel, é o fato de que quando o scooter está em ambientes claros, a luz do velocímetro apaga, isso para que o condutor tenha uma melhor visibilidade. Caso prefira, o condutor pode ter também adquirir os itens opcionais, onde ele terá a possibilidade de conectar smarphones, ouvir músicas, gravar rotas e até fazer chamadas caso ele tenha um capacete apropriado para isso, tudo através de uma tela TFT de 6,5 polegadas que vem equipada com esse pacote opcional. Em relação ao espaço para bagagem, a área se estende para baixo em direção a roda traseira, com isso ganhando espaço e resultando em um generoso espaço de armazenamento.

Perfeito para ser utilizado na cidade, o modelo conta com apenas um cilindro que gera potência de 34 cavalos, controle digital do motor, um tanque de combustível de 12,8 litros e uma reserva de 4 litros, 4 válvulas por cilindro, injeção eletrônica de combustível, velocidade de 139km/h e com itens de série como freios ABS, controle de estabilidade devido combinação de um pneu dianteiro de 15 polegadas com uma frente de 14 polegadas, que além da estabilidade, também garante uma ótima agilidade, duplo disco de freio na dianteira e disco simples na traseira e câmbio automático. Tem controle de tração ASC que aumenta a segurança, além de uma trança metálica nos travões.

Existem duas opções de cores: metálico azul e branco ou branco e preto com estofado vermelho. Além dos itens opcionais no painel de instrumentos, existe vários outros acessórios de fábrica que possibilitam a personalização do produto como, por exemplo, um sistema de início sem chave, luzes LED diurnas, troncos diferentes, assento inferior ou tela superior.

Os modelos serão lançados na Europa em 2018 e ainda não teve o preço divulgado.

Veja abaixo a ficha técnica:

Marca: BMW / Modelo: BMW C 400.

Ano: 2018.

Cilindradas: 350 cc.

Distribuição: OHC.

Cilindros: 1.

Válvulas por cilindro: 1.

Alimentação: Injeção eletrônica.

Refrigeração: Líquida.

Compressão: 11.5:1.

Potência: 34 cavalos.

Combustível: Gasolina.

Consumo: 3,5 l / 100 Km

Velocidade: 139 KM/h

Sistema de ignição: Eletrônico.

Bateria: 12 V 9ah.

Travão dianteiro: 2 discos ABS/ diâmetro 265 mm.

Travão traseiro: Disco/ diâmetro 265 mm.

Diâmetro da roda: 14’

Pneu de garganta: 4,25

Material da roda: Alumínio

Modelo do pneu: Diablo scooter

Medida dos pneus: 150/70 ZR14

Por Rosângela Pereira Rodrigues

BMW C 400 X

BMW C 400 X

Fotos: Divulgação


Modelo apresenta um design esportivo e diferenciado, devido às pedaleiras em posições recuadas, e o guidão mais baixo.

Se você está procurando para comprar uma bela moto com ar inovador e um tanto agressivo, pode ser que você tenha achado. Conheça a partir deste post a motocicleta mais inovadora do mercado, a Yamaha Fazer 150.

Yamaha Fazer

Conheça o modelo Fazer da Yamaha, um dos principais e mais conhecidos modelos da marca. Usando a tecnologia BueFlex, o modelo se torna muito econômico e prático, o que possibilita para o motorista andar tanto na cidade quanto na estrada. Além disso, apresenta um design esportivo e diferenciado, devido às pedaleiras em posições recuadas, e o guidão mais baixo que o “normal”. Fatores como os acabamentos e características gerais da motocicleta a auxiliam ter um a esportivo e inovador, sempre deixando-a com um ar estiloso diferente das outras motos da mesma categoria. Itens como o alumínio usado nas alças da garupa, nos contrapesos do guidão e nos protetores de pé fazem com que a Yamaha Fazer seja o que é: a inovação do mercado.

O ar agressivo também está presente nesta máquina, oferecido pelos retrovisores em formato hexagonal, e a pintura preta do motor e do garfo dianteiro. Caso você decida levar a Yamaha Fazer para casa, contará com três anos de garantia, e terá direito a Revisão Preço Fixo Yamaha.

Uma motocicleta segura

A Yamaha Fazer 150 dá toda segurança que o motorista precisa, ela possui um sistema de frenagem unificado, ativando os dois freios – traseiro e dianteiro – ao mesmo tempo, já que a maioria dos motociclistas tendem a utilizar mais os freios traseiros, podendo assim resultar em acidentes.

A Yamaha utiliza este método de frenagem para reduzir o tempo e espaço para acionar os freios em relação aos obstáculos que podem ser encontrados a frente.

Motor BlueFlex 150 CC

O “coração” desta incrível motocicleta é monocilíndrico de 149,3 centímetros cúbico, ela funciona com comando único (SOHC) no cabeçote, ela também possui arrefecimento a ar.

Funciona com etanol, gasolina ou as duas opções misturadas, podendo ser em qualquer proporção, mas a gasolina capacita menos o motor, gerando 12,2 cv, enquanto o etanol pode gerar até 12,4cv. Tanto um quanto o outro serão atingido a 7.500 rpm. O torque também é diferenciado com gasolina e etanol, atingindo 1,285 kgf.m com gasolina, e 1,295 kgf.m com etanol, os dois poderão estarão disponíveis em 5.500 giros.

Painel

O painel da moto é iluminado por leds brancas, e possui partes analógicas. A parte ainda conta com traços digitais, onde há o fornecimento de informações completas, como o exclusivo marcador de marcha da Yamaha, indicador “ECO” que avisa o motorista quando o motor está trabalhando em uma faixa de rotação mais eficiente e por isso mais econômica, e fuel trip.

Ciclístico equilibrado

A Yamaha Fazer 150 possui um quadro estilo diamante de aço, trazendo equilíbrio em seu conjunto ciclístico e assim inclui em seu freio sistema hidráulico, com discos de 245 milímetros de diâmetros. O freio traseiro desta moto é a tambor e possui 130 milímetros de diâmetro. Suas rodas de alumínio reforçam o ar esportivo e inovador da moto, ainda mais por ter os pneus sem câmara Metzeler. A suspensão traseira da Fazer 150 é amortecida por um sistema chamado bichoque e possui curso de 92 milímetros e 112 milímetros na roda, já o sistema de suspensão dianteiro possui um garfo telescópio e curso de 120 milímetros.

CORES

A Fazer 150 UBS 2017 pode ser comprada em quatro cores no Brasil, são elas: Dak Magenta, Branco Cristal, Racing Blue e Preto Eclipse.

Para saber mais informações como preços e ficha técnica desta incrível Yamaha, você pode acessar o link www.yamaha-motor.com.br/consorcio/acontece/noticias/yamaha-ys-150-fazer-sed-ubs.

Por David Ferreira

Yamaha Fazer 150 UBS

Yamaha Fazer 150 UBS


A linha 2018 a Yamaha Factor 125 i ED traz novidades como um novo design da carroceria, painel digital mais completo e uma motorização que garante maior torque na aceleração e retomadas.

A linha 2018 da Yamaha Factor 125 i ED vem com uma série de atributos para conquistar não só os tradicionais admiradores da marca como também um novo público ávido por renovações.

Com um novo design da carroceria, painel digital mais completo e uma motorização que garante maior torque na aceleração e retomadas a Yamaha Factor 125 i ED mostra ter não só qualidades para alcançar este objetivo como superar as expectativas de muitos consumidores que não tiveram a oportunidade de conduzir esta popular versão da montadora japonesa.

Principais diferenciais na categoria

Um dos principais diferenciais é o seu motor de 125cc, o qual além de possuir o maior torque da categoria, também tem a maior autonomia com 15,7 litros. Usando a tecnologia BlueFlex, o motor tem partida elétrica, injeção eletrônica e aceita tanto gasolina como Etanol para o seu funcionamento.

A Yamaha Factor 125 i ED esta com uma nova roupagem, igual a sua irmã mais potente de 150cc, isto significa além de um conjunto mais belo e harmonioso o compartilhamento de várias peças e acessórios, facilitando a manutenção e as reposições futuras.

O desenho novo da carroceria trouxe mais conforto para o piloto e para a garupa com um assento anatômico, de melhor ergonomia facilitando a pilotagem do dia a dia com uma postura mais relaxada, além de uma alça de apoio maior para melhor apoio do acompanhante.

O painel além de ser totalmente digital, tem iluminação em LED branca e todas as informações completas como conta-giros, relógio, hodômetro, indicador de marchas e um interessante recurso chamado indicador ECO, informando ao condutor a forma mais econômica de pilotagem no dia a dia.

Para harmonizar toda a potência e torque dispendido de seu motor, a Yamaha Factor 125 i ED tem freios a disco na dianteira, além de pneus sem câmara em rodas de alumínio, vale ressaltar que todas estas características são de série para quem adquiri-la.

Ficha Técnica e Principais Características

– Motor de 1 cilindro, de quatro tempos, 125cc de cilindrada com potência de 11 cv a Gasolina e 11,1 cv a Etanol e torque de 1.153kgf com Gasolina e 1.163kgf com Etanol.

– Alimentação por Injeção Eletrônica

– Partida Elétrica

– Ignição com sistema TCI

– Transmissão Primária feita por Engrenagens e Secundária por Corrente.

– Câmbio de cinco velocidades

– Motor roda tanto com Gasolina como Etanol

– Bateria de 12 volts a 5 Ah

– Chassi tipo diamante com Suspensão Dianteira com garfo telescópio de 120mm e Suspensão Traseira de Balança traseira de 92mm.

– Freios a Disco Hidráulico na Dianteira com 245 mm de diâmetro e a Tambor na Traseira com 130 mm de diâmetro.

– Pneus Dianteiros de 2,75-18 e Pneus Traseiros de 90/90, ambos Metzeler Street

– Altura da carroceria de 1085mm. Comprimento de 2015mm e Largura de 735mm

– Altura do Solo mínima de 175 mm

– Entre Eixos de 1325mm

– Peso em marcha de 124 kg

– Tanque de combustível de 15,7 litros

– Óleo do motor com capacidade para 1,25 litros

Preços e cores

A Yamaha oferece a Factor 125 i ED a partir de R$ 7.790,00 à vista sem o valor do frete, porém a Yamaha garante que o preço máximo a ser pago será de R$ 425,00 dependendo da região a ser adquirida, se o comprador preferir ele pode optar por duas modalidades de Consórcio disponibilizado pela própria Yamaha, o Plano Nacional com o valor de R$ 8.891,00 feito em até 75 parcelas de R$ 165,14 ou um Plano Top com valor de R$ 9.669,00 em até 72 parcelas de R$ 179,58.

São duas cores disponíveis para venda, a Preta Eclipse e a Vermelha Metálica, ambos com personalização nos assentos de acordo com a escolha.

Se você ficou interessado, a ficha técnica completa e uma galeria de fotos da Yamaha Factor 125 i ED podem ser conferidas através do link: www.yamaha-motor.com.br/mobile/produto.aspx?id=182.

Por C. B.

Yamaha Factor 125 i ED

Yamaha Factor 125 i ED


A nova versão da scooter da Yamaha vem com novas atualizações que promete encantar seus usuários.

A Yamaha NMax 160 traz em seu modelo muitos atrativos. E a expectativa é que ela seja um grande sucesso em 2018. A nova versão da Yamaha vem com novas atualizações que promete encantar seus usuários.

NMax 160 tem design diferenciado

Um dos pontos mais atrativos dessa Scooter é seu design, que conta com 3 opções de cores que são: Black Eclipse (preto), Matt Red (vermelho) e S-White (branco metálico). Com cores tão lindas, fica difícil escolher uma só. O assento da nova Yamaha tem nova textura que são divididas em duas partes por uma costura e traz mais conforto para quem vai pilotar.

Além disso, as rodas dessa nova versão são pintadas de preto e lembram ainda mais as versões de scooter esportivas.

Ainda falando do design da Yamaha NMax 160, podemos destacar seus faróis de LED. Na opção de farol alto é possível ver uma terceira luz central acesa, já na opção de farol baixo é possível ver 2 feixes elegantes de luz.

Já o painel de treinamento é totalmente digital, o que podemos afirmar é que essa scooter é uma explosão de tecnologia.

Parte mecânica da Yamaha NMax 160

A parte mecânica dessa scooter conta a inovação VVA que significa atuação de válvula variável. Ela serve para permitir a variação na abertura e fechamento das válvulas de admissão do motor, e com isso ela gera economia frequente por seu melhor aproveitamento da queima de combustível.

A Yamaha NMax 160 tem motor monocilíndrico de 155cc, 4 tempos e possui comando simples no cabeçote, tem refrigeração líquida que consegue gerar a potência máxima de 15, 1v a 8.000RPe torque máxima de 1,5 gf.m aos 6.000 giros.

Em testes realizados a Yamaha NMax 160 chegou a fazer 42km por litro. Uma grande economia.

NMax 160 é fácil de pilotar

Outra notícia boa é que essa Scooter é fácil de pilotar, e por isso é indicada até para as pessoas mais inseguras. Ela possui total segurança e modernidade, que ajudam na hora em que se está pilotando. Além de ter o conforto em seu banco também.

Tipo de combustível usado

A Yamaha NMax 160 usa a gasolina como combustível, e talvez esse detalhe não agrade a todos. Porém, outros fatores positivos tornam esse detalhe muito pequeno.

Preço de mercado

A Yamaha NMax 160 tem o preço de mercado sugerido em R$ 11.690.00. Esse valor está ótimo pela potência dessa Scooter e por ser lançamento também. Talvez seja possível encontrar uma opção mais baixa de seu valor, dependendo do local onde ela será comprada.

Amortecedores diferenciados

Os amortecedores dessa scooter tiveram ajustes duplos na traseira, trazendo mais conforto para quem estiver pilotando a mesma. E esse é um detalhe que vai valorizar ainda mais esse modelo, pois existem muitas reclamações dessa parte mecânica em outros modelos de scooter.

Câmbio automático CVT

Outra informação bem legal sobre a scooter NMax 160, é que ela tem câmbio automático CVT e tanque de combustível com capacidade para 6,6 litros, discos de 230mm na dianteira e parte traseira e por fim o ABS de série e freios a discos nas duas rodas.

Ficha técnica

Motor – Refrigeração líquida, 4tempos, SOCH, 4 válvulas

Potência Máxima – 15,1 cv (8.000 rpm)

Cilindros – 1

Cilindrada Real – 155cm³

Torque Máximo – 1,5 kgf.m / 6.000 rpm

Capacidade do tanque (reserva) – 6,6L (1,4 L)

Sistema de partida – Elétrica

Pneu Dianteiro – 110/70-13M/C 48P

Pneu Traseiro – 130/70-13M/C 63P

Suspensão dianteira – Garfo Telescópico/ 100mm curso

Suspensão Traseira – Motor Balança / 90mm curso

Freio Dianteiro – Disco 230 mm

Freio Traseiro – Disco 230 mm

Peso – 127k

Conclusão final sobre a Yamaha NMax 160

Ela é uma scooter completa e com toda modernidade necessária, seu desempenho supera todas as expectativas e por isso tudo indica que ela será um grande sucesso de venda.

Por Cristiane Amaral

Yamaha NMax 160

Yamaha NMax 160


A Yamaha Neo 125 possui um amplo conjunto de atributos e preço que a deixam muito interessante.

A nova versão da Yamaha Neo 125 chegou para fazer alvoroço em um mercado dominado pela sua compatriota nipônica, atributos e qualidades ela tem de sobra para isto!

Nacionalizada pela Yamaha em Manaus, no estado do Amazonas, a Yamaha Neo 125 lançada em 2016, conta com um novo motor de 125 cm cúbicos, de 9,8 de potência a 8000 rotação por minuto (RPM), além de um preço bem agressivo para seu nicho, partindo dos R$ 7.990,00.

Fora isso, o conjunto está mais leve, compacto e moderno, o condutor vai sentir suas qualidades na prática no trânsito do dia a dia, com os seus pouco mais de 95 kg quando conduzida, além de seu assento baixo, com cerca de 77 cm do solo. A Yamaha mede pouco mais de 1,85m de comprimento e 68cm de largura, facilitando muito as manobras em baixas velocidades, como em um trânsito engarrafado (seu principal habitat) demanda. Por conta disso a Yamaha aposta muito no público feminino, tanto que a expectativa é de 60% de seu total de vendas somente para mulheres, números que se tornam muito convincentes por conta de seus tributos de leveza e estrutura customizada até no guidão frontal compacto e rebaixado.

Seu câmbio CVT automático variável, compõe um conjunto harmonioso com o seu competente motor, fazendo com que os 0,98 kgfm de torque sejam suficientes para acelerar com certa rapidez, os freios são a disco na dianteira e a tambor na traseira, com um sistema combinado quando o freio traseiro é acionado em sua totalidade o dianteiro também corresponde com 30% de sua força.

Outros diferenciais importantes além do belo design são os faróis alto e baixo de LED dianteiros, um excelente porta-objetos de 14 litros, comportando um capacete com sobras para outros objetos. Função ECO do painel indicando uma pilotagem sempre mais econômica, além do sistema Auto Stop que faz o desligamento do motor quando o descanso lateral é acionado.

A Yamaha Neo 125 traz um comparativo em sua página com o seu maior concorrente

Mostrando uma ousadia digna de elogios, a própria Yamaha Neo 125 traz um detalhado comparativo com o sua principal concorrente; a Honda Biz 125!

O comprador pode conferir além dos principais detalhes da simpática scooter os atributos da concorrente aonde a Yamaha Neo 125 vence na maioria dos quesitos.

Enumeramos os principais na lista abaixo:

– Motor de 125 cv arrefecido a Ar.

– Potência de 9,8 cv com máxima de 8000 RPM.

– Câmbio Automático CVT.

– Pneus sem Câmara, aro 14, sendo 80/80 dianteiros e 90/80 traseiros, com rodas de liga-leve.

– Peso de 92 kg.

– Tanque de Combustível com capacidade de 4,2 litros a Gasolina.

– Freios a Disco na dianteira e a Tambor na Traseira com sistema unificado UBS.

– 3 Portas Objetos, sendo 2 dianteiros e 1 embaixo do banco com possibilidade de colocar até um capacete aberto.

Diferenciais na Assistência 24 Horas e no Seguro

A Yamaha disponibiliza Assistência 24 horas para o seu produto, além das revisões com preços fixos de acordo com cada estado e cidade, outro diferencial importante a ser considerado é o seguro oferecido pela Yamaha por um preço fixo de R$ 600,00 validos por um ano, a abrangência dele é nacional e possui coberturas de furto e roubo com cobertura de 100% da tabela FIPE.

Preço sugerido e cores

.A Yamaha Neo 125 tem o preço sugerido de R$ 7.990,00 para seus interessados com frete calculado a parte de acordo com o estado a ser realizada a compra, as cores disponíveis são as metálicas Branco e Vermelho e a fosca Cinza.

Maiores detalhes com um farto material fotográfico do produto, e um recurso de zoom 360º para verificar todos os detalhes da carroceria, o futuro comprador tem disponível no link abaixo: http://yamaha-motor.com.br/neo125.

Por Carlos B.

Yamaha Neo 125

Yamaha Neo 125


O novo modelo vem de fábrica com a versão mais recente do seu motor BlueFlex, possibilitando ao motoqueiro escolher entre a gasolina ou o etanol ou uma mistura de ambos na hora de abastecer.

Para os amantes dos populares veículos de duas rodas, as famosas motocicletas, a japonesa Yamaha, uma das mais principais fabricantes deste tipo de transporte em todo o mundo, traz também para o mercado brasileiro a sua Factor 150 E na sua mais nova versão 2018.

Sempre antenada com a evolução dos conceitos e tendências do mundo moderno, a montadora é conhecida pela sua capacidade de desenvolver soluções econômicas e rápidas a fim de contribuir com a problemática do sistema de locomoção das grandes cidades.

Uma das soluções mais populares desenvolvidas até a atualidade, as motocicletas se tornaram um sinônimo de deslocamento mais rápido, o que tem tornado mais fácil a vida de quem mora e precisa trabalhar nos grandes centro urbanos.

Entretanto, facilidade de locomoção e rapidez apenas não basta para garantir o sucesso deste meio de transporte. A tudo isso, as principais montadoras do mundo, de olho nesta tendência, conseguiram desenvolver motos capazes de rodar por muitos quilômetros com um baixo consumo de gasolina, o que ajudou muito a popularizar este meio de transporte.

Ao longo de vários anos desde que se lançou no mercado de motos, a Yamaha tornou-se uma das principais fabricantes destes modelos que, nos dias de hoje, é capaz de agradar a todos. No Brasil dos últimos anos, ela tornou-se uma verdadeira paixão nacional.

Para garantir o sucesso da marca, a Yamaha aposta sempre na renovação e na capacidade de facilitar a vida dos usuários de motos. Pensando nisto, ela lança a sua linha 2018 que inclui um dos seus modelos mais populares, a Factor 150 E.

O novo modelo vem de fábrica com a versão mais recente do seu motor BlueFlex (segunda geração).

Com esta versão, o motoqueiro tem a opção de escolher entre a gasolina ou o etanol ou uma mistura de ambos na hora de abastecer. Pensando na economia, a Yamaha decidiu adotar um sistema feito com pistões de alumínio, o que garante também maior leveza e, portanto, mais agilidade e rapidez na hora de guiar.

Para quem gosta de números, o novo motor é capaz de alcançar as 150 cilindradas bem rapidinho, com dois cilindros, quatro tempos diferentes de marcha, embora o câmbio apresente cinco e com sistema de refrigeração a ar.

O desempenho do motor com gasolina ou álcool vai até 12 cavalos de força, com sistema de embreagem do tipo multi disco.

A transmissão é diferente para as duas rodas e adota o padrão clássico com a roda dianteira por meio de engrenagens e de corrente para a traseira.

As inovações também podem ser sentidas no visual externo. A nova Factor 150 2018 vem com um painel do tipo digital em LED e com uma função e redução e emissão de gases, o que a classifica dentro do chamado sistema ECO.

Para a segurança tanto do motoqueiro quanto do passageiro, o sistema de freio em ambas as rodas é do tipo tambor.

A suspensão dianteira é feita através do uso do garfo chamado de telescópico e a traseira é composta de sistema de balanceamento próprio desenvolvido pela montadora.

Se você está pensando em adquirir as sua, então é bom até uma concessionária mais próxima e aproveitar para garantir logo o seu modelo.

Cabe salientar que a nova versão já sai de fábrica com três anos de garantia ininterruptos, o que está incluindo também as revisões.

Mantendo a mesma tendência de seus modelos anteriores, a nova Factor E150 conservou as tradicionais cores preta eclipse e vermelha pepper, o que já se consolidou como uma característica marcante para este tipo de motos da fabricante japonesa.

Portanto, quem quiser saber mais detalhes ou quer adquirir a sua, basta ir a uma das milhares de lojas da fábrica e sai dirigindo a sua.

Por Emmanoel Gomes

Yamaha Factor 150 E





CONTINUE NAVEGANDO: